Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/09/2006 - Agência Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Delegado pede prisão preventiva de Palocci


O delegado seccional de Ribeirão Preto, Benedito Antônio Valencise, divulgou o relatório final do inquérito do lixo, no qual pede à Justiça as prisões preventivas de nove pessoas. O primeiro nome da lista é o do ex-ministro da Fazenda, Antônio Palocci Filho (PT). Valencise justificou que, como as provas de fraudes no contrato do lixo e de varrição pública são incontestáveis, e para garantir a ordem pública e pela repercussão negativa do caso, pediu as prisões. O relatório será encaminhado amanhã para o juiz da 1ª Vara Criminal local, Guaracy Sibille Leite, que pedirá um parecer aos promotores do Ministério Público Estadual (MPE).

Valencise citou que Palocci coordenou o esquema de fraude entre 2001 e 2004, que teria desviado R$ 30,7 milhões dos cofres públicos, segundo apurou a investigação. O delegado destacou o trabalho "claro e transparente" da Polícia Civil e não quis comentar o argumento do advogado de Palocci, José Roberto Batochio, que, pouco antes, encaminhou uma petição ao juiz Leite para solicitar a decretação de segredo de Justiça sobre o inquérito até a data da eleição, já que seu cliente é candidato a deputado federal.

"Se ele pedir a prisão preventiva de Palocci é pirotecnia para a televisão", disse Batochio. Após saber da divulgação do pedido de prisão de seu cliente, manteve o seu argumento: "É pirotécnica." Mesmo que a Justiça determine a prisão de Palocci, ele não pode ser preso até 48 horas depois do pleito de 1º de outubro - só seria preso em caso de flagrante ou condenação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 393 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal