Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/08/2008 - Diário de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Brasileiros vendiam carimbos de passaporte falsos a prostitutas

Por: Patrícia Viegas


A polícia espanhola desmantelou uma rede que falsificava carimbos de entrada e de saída do espaço Schengen em passaportes que depois vendia a prostitutas por valores que iam dos 300 aos 500 euros. Este esquema permitia às mulheres que entraram como turistas permanecerem em território da UE.

A organização criminosa, que operava no aeroporto internacional de Barajas, em Madrid, era composta por um grupo de brasileiros, que vendia os carimbos de passaporte a mulheres da mesma nacionalidade, indicaram fontes policiais ontem citadas pelos media espanhóis.

Oitenta e quatro pessoas foram detidas, metade das quais acusadas de falsificação de documentos, quer por colaborarem com a organização como intermediários em casas de alterne quer por terem carimbos falsos nos passaportes. A outra metade é acusada de violar a Lei da Imigração, pois, a cada três meses, compravam os carimbos falsos para provar a passagem turística por Espanha.

O líder da organização era o brasileiro Donizete José T. Tem 39 anos e vivia no bairro madrileno de Vallecas, onde tinha carimbos falsos de Schengen, datadores, bem como comprovativos de envio de remessas de dinheiro para o Brasil. A polícia iniciou a investigação no início deste ano depois de detectar um grande número de pessoas que tinham nos seus passaportes carimbos falsos do espaço de livre circulação europeu.

A violação de vistos de turista Schengen é a face menos visível da imigração ilegal rumo a Espanha. O Aeroporto de Barajas tem sido alvo de várias investigações ligadas ao crime e à imigração clandestina. Há dois meses, foram presas 38 pessoas, envolvidas numa rede de tráfico de droga e imigração ilegal. Algumas eram funcionárias do aeroporto.


Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 172 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal