Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/09/2006 - Jornal de Santa Catarina Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça condena cinco por lavagem de dinheiro


BLUMENAU - Cinco envolvidos em um esquema de evasão de divisas e lavagem de dinheiro desmantelado em 2002, em Blumenau, foram condenados pela Justiça Federal esta semana. A sentença, proferida pelo juiz substituto da Vara Federal das Execuções Fiscais e Criminal de Blumenau, Nelson Ribeiro Alves, condena à multa e penas variadas os ex-proprietários de três casas de câmbio da cidade.

Osni Buss foi condenado a oito anos de reclusão (regime semi-aberto) e multa de 900 salários mínimos - cotação de 2002 - por lavagem de dinheiro. Por crime contra o sistema financeiro nacional, pena e multa serão de dois anos e seis meses de detenção (regime aberto) e 900 salários mínimos.

Pelos mesmos crimes, Sharon Eileen McCarthy foi condenada a sete anos e seis meses de reclusão, dois anos e três meses de detenção e multas no total de 1,5 mil salários mínimos. Odilo Kaestner, Maurici de Oliveira e Claus Hinckel Tonjes foram condenados, cada um, a quatro anos e oito meses de reclusão, um ano e dois meses de detenção e multas que somam 165 salários mínimos.

Todos ainda podem recorrer da sentença junto ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. O sexto investigado, Antônio Israel Roweder Buss, foi inocentado por falta de provas.

Todos eram investigados pela Polícia Federal desde 2001, porque o valor que declararam ao Imposto de Renda, na época, não coincidia com os dados da CPMF. Há quatro anos, Buss, Sharon, Tonjes e mais dois empresários foram presos temporariamente após operação conjunta da PF com a Receita Federal, o Banco Central e o Ministério Público Federal em Blumenau.

Os condenados, ligados às ex-casas de câmbio Roweder, Quest e à subsidiária MB Factoring, tinham sido acusados de depositar valores em contas abertas no Exterior e receber pagamento em dinheiro no Brasil em operações não declaradas, sem a troca física dos valores.

Em dezembro do ano passado, os proprietários da Roweder Ewald Roweder e os filhos Celso José e César Augusto, também foram condenados em primeira instância pela Vara Federal Criminal de Blumenau. Eles estão recorrendo da sentença.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1136 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal