Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.


Acompanhe nosso Twitter

11/08/2008 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

'Taxistas' clandestinos são presos por esquema de adulteração de placas de veículos


Um grande esquema de adulteração de placas de veículos descoberta há pouco mais de dez dias e que levou oito pessoas para a cadeia, continua rendendo prisões. Entre os dias 4 e 7 desse mês mais três pessoas foram detidas acusadas de falsificar placas de veículos e utilizá-las em carros roubados que circulavam na Grande Vitória como táxis clandestinos.

A polícia chegou até os criminosos com auxílio de denúncias anônimas. Os informantes, segundo informações do titular da Delegacia Patrimonial, Danilo Bahiense, relatavam que vários veículos estariam sendo utilizados para transporte de pessoas sem as devidas credenciais emitidas pelas prefeituras.

Com auxílio do denunciante, os policiais conseguiram as placas de um dos veículos e chegaram até o proprietário dele. Leandro de Melo Barreto foi preso no último dia 4, na Praia do Suá, em Vitória, e encaminhado para a Delegacia Patrimonial.

A operação seguiu e três dias depois Zaluar Barbosa, dono de seis carros que trafegavam em situação irregular também foi preso. Em depoimento, o criminoso disse que todos os veículos foram adquiridos com a ajuda de um prisioneiro do sistema carcerário capixaba. Bahiense ainda informou que o detento já foi localizado e deve prestar depoimento nesta terça-feira (12).

Além de Zaluar, José Geraldo Rocha foi capturado acusado da mesma prática fraudulenta. Segundo a polícia, ele foi liberado mediante o pagamento de fiança no valor de R$ 10 mil.

De acordo com o delegado Danilo Bahiense, os criminosos conseguiam as placas frias pagando a quantia de R$ 700,00. Alguns deles inclusive, até portavam a carteira de concessão para circular, mas a permissão era falsa e adulterada.

"A operação foi pra impedir que pessoas utilizassem carros particulares como táxi. Eles também não trabalhavam na área deles. Um cidadão que tinha emplacamento da Serra trabalhava, por exemplo, em Vitória. Isso é o chamado "cachorro doido". Ou seja, eles não têm um ponto fixo e ficam pelas ruas pegando passageiros próximo às praças de taxistas regularizados".

Ainda segundo o delegado, a polícia irá investigar se os acusados utilizavam os veículos que dirigiam pela Grande Vitória para transportar drogas de um ponto a outro. "Essa informação existe. Nós recebemos denúncia inclusive relacionada a isso e vamos investigar se essa situação procede", disse.

Os bandidos foram indiciados por falsificação de documentos e adulteração de sinal de veículo automotor. Dois deles permanecem detidos na Delegacia Patrimonial de Vitória. A polícia informou ainda, que investigações também serão feitas para descobrir se a fraude contava com o envolvimento de funcionários do Detran.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 331 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal