Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/08/2008 - Jornal Pequeno Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia desarticula quadrilha que fraudava restituição do ir

Por: De Souza


Policiais da equipe do delegado Regional de Caxias, Jair Lima de Paiva Júnior, em conjunto com policiais militares da 2ª Seção do 11º BPM (Timon), efetuaram a prisão de Antônio Reinaldo Pereira Almeida, 37 anos, o “Gargamel; Afonso Santos Pestana, 33 anos; João Rodrigues Viana Filho, 33 anos; e o militar reformado José de Ribamar Rodrigues, 41 anos. A prisão ocorreu no momento em que eles estacionavam seus veículos, Ford EcoSport e GM Celta, em frente ao Banco do Brasil daquela cidade.

Todos são acusados de aplicar o ‘golpe da restituição do imposto de renda’ em funcionários públicos municipais, estaduais e, principalmente militares da PM, mas o grupo já vinha sendo investigado há algum tempo e a polícia estava de campana à espera dos membros da quadrilha.

Gargamel, Afonso, João Rodrigues e José de Ribamar vinham praticando golpes nas cidades de São Luís, Timon e Caxias

Restituição do IR - Segundo o delegado Jair de Paiva Lima, os estelionatários vinham praticando golpes nas cidades de São Luis, Timon e Caxias, cujo modus operandi (maneira de agir) consistia no seguinte: eles atraiam funcionários públicos estaduais e municipais, através do ardil de que eles teriam direito a um “fundo perdido”, para tanto, necessitavam do recibo de comprovante de entrega da declaração do imposto de renda, bem como, do extrato de comprovantes de rendimento do servidor.

De posse destes documentos, eles adulteravam o valor do imposto de renda a ser restituído, entregando-o ao servidor para que este fosse até o Banco do Brasil e fizesse uma antecipação da restituição. Na maioria dos casos a antecipação, com o valor adulterado importava em R$ 3 mil, sendo que a metade ficava para a quadrilha. Quando os servidores dirigiam-se ao banco eram acompanhados por Gargamel ou pelo PM Rodrigues, para que fizesse um saque de R$ 500, na hora, e os R$ 1 mil restantes eram transferidos para uma conta que Gargamel afirmou ser de seu pedreiro. Vários servidores fizeram o saque das antecipações fraudulentas.

O responsável pelo aliciamento de servidores, de acordo com as investigações, era José de Ribamar Rodrigues que, por ser policial militar reformado, atraiu grande número de militares lotados nas cidades de São Luis, Caxias e Timon. O chefe da quadrilha é Gargamel, que confessou já ter aplicado o golpe com cerca de 70 pessoas. No momento da prisão ele conduzida o Ford EcoSport e portava uma C.N.H. falsa com o nome de Evaristo de Matos Porto. Afonso Pestana, que afirmou ser filho de um contador e estudante de Ciências Contábeis, era o responsável pela adulteração da documentação, sendo que para isso sempre se utilizava de uma lan house. João Rodrigues Viana Filho, que é primo de Gargamel, disse que sua função era somente dirigir o veículo, uma vez que a C.N.H. de seu primo era para ele dirigir somente em São Luís.

O delegado Jair Lima disse que nos veículos dos acusados foram encontrados dezenas de recibos de comprovantes de entrega de declaração de imposto de renda, algumas originais e outras já com a adulteração, vários comprovantes de rendimentos, cinco aparelhos celulares e um revólver calibre 38, cinco tiros, municiado com quatro munições, pertencente ao PM Rodrigues.

Envolvidos vão ter de pagar ao BB - Jair Lima declarou também que, na realidade, ao final, os lesados são os próprios servidores, uma vez que o Banco do Brasil irá debitar o valor fraudulentamente antecipado na conta deles mesmos. O grupo foi autuado em flagrante por formação de quadrilha, estelionato, e ainda, porte ilegal de arma quanto ao militar, visto que ele não possui registro da arma apreendida. O auto de prisão foi lavrado pelo delegado Celso, do 1º DP de Caxias.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 241 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal