Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/08/2008 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha usa telegrama em tentativa de golpe bancário no DF


O aposentado Manoel de Alencar recebeu um telegrama e ligou para um telefone de São Paulo. Durante o telefonema, disseram que ele tinha ganhado uma ação coletiva na Justiça, devido a um seguro feito na década de 60. Para receber o montante, ele precisaria depositar para os advogados R$ 3,8 mil em uma conta do Banco do Brasil.

Ele desconfiou e não depositou. No banco, tirou um extrato e descobriu que havia um depósito, em cheque, de R$ 42.375 bloqueados. Com a ajuda do gerente, o aposentado descobriu que o valor era de um cheque roubado e que o suposto benefício não existia.

Ao saber da farsa, Manoel ligou de volta dizendo que já tinha o dinheiro. “Uma vez o senhor fazendo o pagamento, o senhor vai me retornar. Através do número que o senhor vai me passar, de 40 minutos a uma hora eu vou pedir que esse crédito seja liberado”, confirma o estelionatário.

“Eles respondem automaticamente qualquer pergunta que a gente faz. Embora seja tudo mentira, falam rápido e com muita firmeza e segurança do que estão dizendo”, conta o aposentado.

De acordo com a polícia, existe um tráfico de cadastros e, provavelmente, a quadrilha teve acesso a uma lista com o perfil que ela queria atingir. “Ainda que a pessoa não tenha caído no golpe, é importante procurar uma delegacia com os dados disponíveis para que a polícia possa chegar à autoria do crime”, orienta a delegada da Polícia Civil do Distrito Federal Vera Lúcia da Silva.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 276 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal