Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/08/2008 - Cosmo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Casal que aplicava golpe do bilhete é reconhecido por mais vítimas em Campinas

Por: Adagoberto Baptista


Presos desde a terça-feira da semana passada (29 de julho) por aplicar golpe do bilhete premiado, José Carlos Hepiphanio, de 42 anos, e Vânia Aparecida da Silva Santos, de 39 anos, foram reconhecidos por aplicar o estelionato contra outras duas pessoas em Campinas. Duas vítimas identificaram os golpistas por reportagens e foram à Delegacia do 13º Distrito Policial (Cambuí), onde o casal foi autuado em flagrante, e prestaram depoimentos, que constituem mais acusações contra José e Vânia.

Um dos casos é da área do 1º DP, onde já havia inquérito que apurava o golpe, e o depoimento será anexado. Policiais do 13º DP também levantaram informações sobre outras possíveis três vítimas, que vão ser contatadas para falar se identificam os presos como autores de estelionato. Pessoas que tenham caído no golpe também podem procurar diretamente o 13º DP (19 - 3253-0511).

Destes dois casos em que houve reconhecimento do casal, uma mulher perdeu cerca de R$ 20 mil, sendo R$ 5 mil entre dólares e euros, além de jóias. José Carlos Hepiphanio e Vânia da Silva Santos foram presos por policiais militares do 8º Batalhão, depois de aplicar o golpe do bilhete em uma aposentada de 74 anos.
Ela, ao perceber a má-intenção do casal, passou dados para os PMs, que prenderam os estelionatários e recuperaram o dinheiro que tinham retirado da vítima. Segundo a Polícia Civil, José já possuía antecedente criminal por estelionato. Já Vânia não tinha passagens registradas na ficha da Divisão de Vigilância e Capturas (DVC).

Segundo policiais civis que apuram os golpes do casal, José era a pessoa que abordava as vítimas. "Ele é muito bom de conversa. Consegue convencer as pessoas. A mulher chegava depois e guiava o carro, que ficou apreendido", afirmou um policial. O Citroen C3 que Vânia usava para levar as vítimas aos bancos, para saques, ficou apreendido. Está financiado e sem qualquer prestação paga até o momento. Das outras três pessoas que podem ter sido vítimas do casal, uma delas não é de Campinas. Desta forma, os policiais tiveram reforçada a tese de que os golpistas agiam em várias regiões de Campinas e mesmo em outros municípios.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 855 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal