Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/08/2008 - Alagoas 24 horas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sonho do casamento perfeito é destruído por estelionatário

Por: Vanessa Alencar e Cláudia Galvão


Policiais do 3º Distrito Policial prenderam na tarde desta segunda-feira, 4, o decorador Luis Alberto da Silva Santos, 26, mais conhecido como Beto. A prisão aconteceu quase três meses após o acusado, que foi autuado por estelionato, ter arruinado o casamento de uma cliente ao fugir com o dinheiro da decoração e do bufê.

Como toda noiva precavida, Sadja Pereira cuidou pessoalmente de cada detalhe do seu casamento, que aconteceu no dia 10 de maio em Maceió: reservou a igreja, alugou um clube para a festa, escolheu o DJ e para os serviços de decoração e bufê, contratou Luis Alberto.

O que era para ter sido um casamento perfeito se transformou em um drama que soaria inverossímil até mesmo numa novela do gênero. No dia 10 de maio, ao contrário de tudo o que foi sonhado e planejado, não havia uma flor sequer na Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Vergel, e nem mesmo um tapete por onde a noiva passaria. Beto havia fugido com os R$ 3.200 pagos adiantados para a decoração e o bufê, que aconteceria no Clube dos Oficiais.

Sadja conta que o desespero do grande dia começou ainda à tarde, quando a irmã lhe contou que ninguém conseguia localizar o decorador, que não atendia aos telefonemas nem estava em casa. “Casei sem flores e sem festa e caminhei sobre um tapete improvisado pelas minhas amigas”, disse a noiva, lembrando que, devido ao seu estado de espírito, o noivo chegou a lhe perguntar se ela queria adiar a cerimônia.

Além do prejuízo de R$ 3.200 que os noivos tiveram diretamente com o decorador, a irresponsabilidade de Beto gerou um prejuízo ainda maior, pois todos os outros serviços que não foram utilizados, como DJ e locação do salão de festas, foram pagos.

O prejuízo emocional foi um capítulo à parte. Como resultado de todo o estresse, Sadja teve uma crise renal que a fez passar a noite de seu casamento internada na Unidade de Emergência.

Dívidas

A queixa contra Luis Alberto foi formalizada no 3º DP e na tarde desta segunda-feira, quase três meses após o casamento, o estelionatário foi localizado na Praça Santo Antônio, na Ponta Grossa. A irmã de Sadja foi quem o reconheceu e chamou a polícia.

Luis Alberto foi autuado por estelionato. Ao ser detido ele disse que fugiu com o dinheiro porque estava endividado. “Recebi o dinheiro em janeiro e usei para pagar dívidas, porque achei que conseguiria repor na época do casamento, mas não consegui. Não sabia como proceder, por isso fugi. Sei dos danos que causei aos noivos, mas estou preso e vou pagar pelo que fiz”, disse ele, que passou um período escondido em Arco Verde (PE).

Na delegacia, além de Sadja e a irmã, se encontra também Rita Rijo, outra vítima do estelionatário, que foi lesada em R$ 2.500.

Ao rever o responsável por toda a frustração vivida no dia de seu casamento, Sadja se emocionou: “Meu conforto, se é que existe conforto, é vê-lo algemado”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 181 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal