Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

31/07/2008 - Patrocínio Hoje Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Gerente de agência do INSS é suspeita de fraudar órgão em cerca de R$10 mi


Depois de seis meses de investigação, a Polícia Federal realizou, nesta quarta-feira (30), em Coromandel, uma operação que cumpriu mandados de busca e apreensão na casa e na fazenda da chefe agência do INSS, suspeita de fraudar benefícios. O prejuízo seria de R$10 milhões.

Ainda era madrugada quando os policiais federais seguiram para a casa da gerente da agência. Yolanda Araújo de Paula é suspeita de comandar uma quadrilha de falsificação de documentos. De acordo com a polícia, ela, o filho e dois advogados da cidade procuravam famílias de pessoas que morreram antes de dezembro de 1997. Forjavam documentos e transformavam trabalhadores da área urbana em rurais. Assim, os parentes poderiam receber indenizações e pensões. Como o valor da indenização era retroativo, garantido por lei federal, e contava desde a data da morte até o pedido, muitos chegavam a R$20 mil, divididos entre a quadrilha e os beneficiários.

Até agora, 65 pessoas já foram identificadas. A estimativa é de que 700 benefícios estejam irregulares. O prejuízo aos cofres da previdência pode chegar a R$10 milhões. Sebastião Antônio da Silva, aposentado, ficou viúvo há 15 anos e foi procurado pelos advogados envolvidos no esquema. Há um ano e meio recebeu uma indenização de pouco mais de R$ 9 mil. “Eram na verdade R$16 mil, mas eles ficaram com o restante”, contou.

O marido Deusira Maria Marques era pedreiro. Mesmo assim, ela recebeu indenização. Ela diz ter sido procurada por uma advogada e orientada a dizer que o trabalho dele era executado na lavoura. “Ela mandou eu dizer e pegamos o dinheiro”, confessou.

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coromandel também foi colocado sob suspeita. É do órgão que saem as declarações para comprovar que a pessoa é do campo.

A gerente da agência foi afastada do cargo e o atendimento deve voltar ao normal nesta quinta-feira (31). Um funcionário de Uberaba vai assumir os trabalhos até que as investigações sejam concluídas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 223 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal