Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/07/2008 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Preso falsificador de diplomas. Documento era vendido por até R$ 3 mil


Policiais civis prenderam na tarde desta segunda-feira (28), o contador aposentado José Amaro dos Santos Viana, de 54 anos, acusado de falsificar e vender diplomas do Ensino Médio à pessoas que não terminaram os estudos e que pretendiam ingressar em faculdades. A detenção do acusado aconteceu em um estabelecimento comercial do bairro Ibes, em Vila Velha. No momento em que foi abordado, o criminoso ainda tentou agredir um dos policiais com um tapa no rosto mas foi contido pela equipe de investigadores.

De acordo com a titular da Delegacia de Polícia de Novo México, Maria de Fátima Oliveira, o bandido atuava no Espírito Santo há cinco anos e, nesse tempo, chegou a falsificar mais de mil diplomas. Ainda segundo a delegada, cada documento adulterado era vendido pela quantia de R$ 500,00.

Para realizar as falsificações, informou a polícia, o bandido exigia todos os dados das pessoas como filiação, número da carteira de identidade, do CPF, local de residência, números de telefones e até endereço de onde ela já havia estudado anteriormente.

O diploma que fazia, indicava que a pessoa havia concluído o ensino médio no Colégio Andrade Neves, uma instituição de ensino particular localizada no bairro Jardim América, no Rio de Janeiro.

Com José Amaro, a polícia encontrou todo o material que ele utilizava para fazer as adulterações. Entre os objetos estavam CDs com fichas que os 'clientes' deveriam preencher, 12 diplomas prontos para serem entregues, além de uma agenda com 480 nomes de pessoas que já haviam recebido o documento.

"Esse material apreendido prova que ele agia com perfeição. Esse homem não deixava indícios de que o diploma era falso. Tanto é verdade que muitas das pessoas chegaram até mesmo a ingressar em faculdades", disse a delegada.

Algumas das pessoas que estavam com os nomes marcados na agenda foram procuradas pela polícia e notificadas do ocorrido. Elas devem comparecer na DP nos próximos dias para prestar depoimento e podem ser autuadas por uso de documento falso.

Além de José Amaro, destaca Maria de Fátima, a polícia identificou uma mulher que seria comparsa dele no esquema. "Ele contava com a ajuda de uma mulher. Essa pessoa comprava os diplomas dele e posteriormente revendia para os clientes dela. Nesse caso, cada um desses documentos podia ser revendido por até R$ 3 mil. Tudo dependia da condição financeira de quem contratava os serviços desses criminosos".

José Amaro dos Santos Viana, que já tem passagem pela polícia carioca e chegou a cumprir pena por dois anos no Rio de Janeiro por apropriação indébita, foi autuado por falsificação de documento particular. Segundo a delegada Maria de Fátima, a pena para este tipo de crime varia de um a cinco anos de reclusão. O falsário está preso na DP de Novo México, em Vila Velha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 302 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal