Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/07/2008 - 180 Graus / Diário do Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Governo nega fraudes no Compra Direta

Por: Fábio Carvalho


O Programa Compra Direta, da Secretaria de Desenvolvimento Rural, tem R$ 10 milhões para aplicar no Piauí até novembro de 2008. Segundo as informações da coordenação do Programa de Aquisição de Alimentos, Maria do Espírito Santos, são atendidos mais de 300 mil trabalhadores rurais cadastrados no Pronaf (Programa de Agricultura Familiar). Ela afirmou que não há vícios no processo de compra, porque os trabalhadores são selecionados mediante uma Declaração de Aptidão ao Pronaf, que é a identidade do trabalhador no programa.

Segundo a coordenadora, sem o documento o trabalhador não pode ingressar no programa. A compra é feita ainda mediante uma visita in loco e a constatação que a produção é de subsistência ou voltada para agricultura familiar. “Compramos todo o volume excedente dos trabalhadores rurais com o aval do Ministério do Desenvolvimento Social”, destacou Espírito Santo.

Ela assegurou que não tem problemas com os sindicatos rurais e desconhece qualquer tipo de fraude no programa, porque a compra segue um critério rigoroso para não beneficiar quem não está no Pronaf. “É preciso ter uma certidão de produção para entrar no sistema. Não tem agricultor que não se enquadra na agricultura familiar. Tudo é atestado por sindicato, Emater, cadastro do Pronaf e verificação in loco. Os beneficiados só são atendidos com documentação toda correta e em dia”, garantiu.

A coordenadora do Programa de Aquisição de Alimentos ainda destacou que não é aceito aquele que não se enquadrar nas exigências e critérios do sistema. “Há exclusões de quem começa a trabalhar ou deixa o Pronaf. Mas não há ingresso de gente que esteja fora das especificações. E no caso dos assentamentos, isso é prioridade para o programa”, adiantou.

O presidente da Federação dos Trabalhadores em Agricultura do Piauí (Fetag), Evandro Luz, informou que houve queixas de compra mal feitas no Sul do Estado. Ele citou os municípios de Amarante e Corrente, com informações dos Sindicatos de Trabalhadores Rurais.

“Foi feito um relatório sobre isso e está sendo encaminhado para o Governo do Estado e o Governo Federal pedindo providências para solucionar o problema de compras em alguns municípios. O Ministério do Desenvolvimento Social está mandando recursos e queremos usufruir deles na sua plenitude. Vamos realizar uma reunião para pedir esta participação”, finalizou Evandro Luz.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 269 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal