Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/07/2008 - Revista Fator Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Prolagos intensifica combate a ligações clandestinas


Cabo Frio – Para garantir a qualidade da água fornecida e reduzir as perdas que impedem a melhoria do abastecimento, a Prolagos vem intensificando, nos últimos meses, o combate a ligações clandestinas nas cidades de Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande, Búzios e Arraial do Cabo. Desde janeiro foram realizadas mais de 1.300 vistorias, eliminando 765 irregularidades. Grande parte dessas ações são acompanhadas por policiais da DDSD (Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados), com sede no Rio de Janeiro. Numa das operações mais recentes, policiais conseguiram descobrir três ligações irregulares. Uma pessoa foi presa em flagrante.

- Somente no último fim de semana a perícia criminal identificou furto de água na Travessa Aliança, bairro Estação, em Iguaba Grande; na Rua Josefa Felipe Rosa, Parque Estoril, em São Pedro da Aldeia e Rua Espanha, no Jardim Caiçara, em Cabo Frio. Também conseguimos abordar um caminhão-pipa que estava abastecendo um grande mercado no centro de Cabo Frio, e constatamos que a água utilizada deveria ter abastecido uma residência atendendo uma solicitação judicial. A polícia entendeu que se tratava de fraude, enquadrou o motorista no artigo 171 (estelionato) e deu voz de prisão em flagrante – comentou Pedro Alves, Gestor Comercial da concessionária.

Para combater as fraudes, a Prolagos lançou, há pouco mais de dois mês, o programa Água Legal, direcionado às áreas onde se concentram as maiores perdas por furto. Através do programa, quem tem ligação clandestina conta com o benefício da auto-denúncia pelo 0800-7020195, além de outras vantagens.

- As ligações clandestinas, além de comprometer o abastecimento coletivo, ainda podem prejudicar a qualidade da água, pois as emendas nas tubulações são feitas sem critério técnico, deixando uma porta aberta para contaminações. Por isso criamos facilidades para quem se auto-denuncia, como facilidades na solução do débito. Além disso, a pessoa evita, ainda, ações judiciais que causam transtorno e desgaste pra todo mundo – explicou Pedro, lembrando que desde que o programa foi lançado, 372 ligações clandestinas foram regularizadas pela Prolagos.

Dados estatísticos da concessionária mostram ainda que, entre outubro de 2007 e janeiro deste ano, oito pessoas foram presas por furto de água em todas as cidades da área de concessão através de ações conjuntas com a DDSD. Ao todo, deixaram de ser furtados, neste período, 13.680 m³, ou seja, cerca de R$ 186 mil/ano deixaram de ser desviados através de ligações clandestinas.

- Esses números refletem apenas ligações de pequeno porte. Se juntarmos as ligações de grande porte de desativamos, conhecidas como “macacas”, eles ficam ainda maiores porque, por dia, cada “macaca” abastece, em média, 10 caminhões-pipa de 10 m³. Isso dá um total de 131.712 m³, ou seja, 13.171 residências deixaram de receber água porque ela foi roubada.

Pedro Alves lembra ainda que, “hoje, as pessoas estão mais conscientes para os danos que as ligações clandestinas representam”.

Prova disso é que, desde que implantamos o sistema de denúncia anônima na Central de Atendimentos (0800-7020 195), em março, o número de denúncias subiu em mais de 100%. As pessoas estão entendo que o furto de água é um problema de todos, porque prejudica o abastecimento de uma forma geral, além de comprometer a qualidade da água.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 327 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal