Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/07/2008 - Folha de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF apura uso de time para lavar dinheiro

Por: Catia Seabra e Rodrigo Mattos


Apontado pela Polícia Federal como beneficiário de movimentação de US$ 32 milhões no exterior, o Esporte Clube Bahia está, segundo as investigações, no time dos "negócios" do Opportunity usados para suposta lavagem de dinheiro.
Sob a gestão de uma teia de empresas ligadas ao grupo Opportunity entre 1998 e 2006, o clube não traz esse aporte em seu balanço e afirma desconhecer o dinheiro. Ao contrário: viu seu patrimônio líquido passar dos R$ 10,2 milhões positivos em 1998 para um passivo de R$ 47,9 milhões em 2007.
O clube, que, antes da parceria, tinha dívida de R$ 2,9 milhões, apresentou prejuízo de R$ 6,3 milhões em 2007.
O balanço da Ligafutebol S.A. -controlador do clube no período de Dantas- também não registra aplicações que lhe são atribuídas no inquérito da PF.
Segundo investigação, a Ligafutebol foi, entre julho e outubro de 2002, um dos investidores do Opportunity Fund, movimentando R$ 1.959.307.
Mas a aplicação não consta do balanço daquele ano.
Ainda segundo os balanços, o rombo era de R$ 36 milhões em 2005. Passou para R$ 41,6 milhões em 2006. No ano passado, chegou a R$ 47,9 milhões. Criada em 1998, a dobradinha com o Opportunity pôs o Bahia sob intrincada rede de empresas, sendo a principal delas um fundo na Holanda. Até hoje, dirigentes do clube alegam ignorar o emaranhado de subsidiárias do Opportunity. A Bahia S.A., que comandava o time, era controlada pela Ligafutebol.
A Ligafutebol era controlada por duas empresas: a Spacetel S.A e o Citigroup Venture, parceiro do Opportunity. No degrau acima, a Parcom Participações S.A., que detinha quase todas as ações da Spacetel. Acima dela, a Fortpart S.A., que tem o controle das ações ordinárias da Parcom.
Outra acionista da Parcom -majoritária, mas sem poder de decisão- é a International Markets Investments CV. A empresa tem sede na Holanda e pertence ao grupo. Finalmente, a Fortpart S.A. é controlada pelo Opportunity Fund, que tinha, no papel, real poder sobre a Bahia S.A. Tinha até direito a todas as receitas do clube, inclusive a venda de jogadores.
Durante essa parceria, todas as empresas tinham como executivos membros do banco, como Verônica Dantas.
Na prática, o Opportunity só exerceu gestão a que tinha direito sobre o futebol do clube em 2004. Em 2006, foi assinado um acordo para acabar parcialmente com a parceria.

Outro Lado: Banco nega ter movimentado verba do Bahia

O banco Opportunity nega a movimentação de US$ 32 milhões no exterior em nome do Esporte Clube Bahia. Segundo a assessoria, "a informação é infundada". Dirigentes do clube afirmam desconhecer aporte de cerca de R$ 50 milhões. Segundo eles, o Opportunity só investiu R$ 12 milhões no clube, em 1998. Depois, ainda deu em torno de R$ 1 milhão, como empréstimo, a ser pago a partir do encerramento da parceria.
"Nunca houve esse aporte. Não tenho informações sobre esse dinheiro", afirmou o contador do Bahia, Raimundo Vieira.
Responsável pelos balanços do clube, Vieira afirmou que sequer sabia que uma empresa holandesa era, no final da cadeia de subsidiárias, a maior acionista do Bahia.
"Para nós, o sócio majoritário era o Opportunity."

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 327 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal