Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/07/2008 - Vale Paraibano Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende oito e 'estoura' depósito com 20 mil CDs piratas


A Polícia Civil prendeu ontem oito pessoas e 'estourou' um depósito com 20 mil CDs e DVDs piratas durante uma ofensiva que cumpriu mandados de busca, apreensão e prisão em Taubaté.

Na operação também foi detida uma mulher acusada de manter um esquema de falsificação de documentos, que envolveria um preso do Pemano (Presídio Edgard Magalhães Noronha), em Tremembé.

As ações foram determinadas pela cúpula da Polícia Civil do Estado, que reuniu delegados de várias cidades da região em um encontro realizado ontem em Pindamonhangaba.

A operação em Taubaté tinha o objetivo de cumprir 15 mandatos de prisão, incluindo procurados por delitos como roubo e furto. Durante a blitz, os policiais estouraram um depósito com CDs piratas próximo ao Mercado Municipal.

Já na casa da mulher, acusada de fabricar RGs e CPFs falsos, foi encontrado um computador com arquivos e programas utilizados na falsificação dos documentos.

Segundo a polícia, nenhum documento falsificado foi encontrado no local e a mulher foi liberada após prestar depoimento no Distrito Policial. Ela vai responder à acusação em liberdade.

ESQUEMA - Do esquema de falsificação participariam outras duas pessoas, entre elas, um preso do Pemano, que já teria sido identificado pela polícia.

"Eles utilizam essa documentação no dia-a-dia, na realização de atividades como a abertura de conta em banco, por exemplo", disse o delegado titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Taubaté, Marcelo Duarte.

O preso faria o contato com a mulher por meio de celular, indicando quais documentos e dados a serem utilizados para forjar os papéis. "A empresa já identificou a linha utilizado e o aparelho foi apreendido", disse.

Segundo a polícia, o outro suspeito de envolvimento na falsificação de documentos seria o responsável por buscar os documentos na casa da mulher, pagando por cada um o valor de R$ 50.

O delegado-geral da Polícia Civil do Estado, Maurício José Lemos Freire, se reuniu ontem com dirigentes das polícia da região para apresentar trabalhos realizados pela corporação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 207 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal