Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/07/2008 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Megaoperação retira 300 mil produtos piratas do mercado capixaba


Em uma das maiores operações de combate à pirataria já realizada na Grande Vitória, policiais da Delegacia de Defraudações (Defa) em conjunto com o Grupo de Trabalhos Especiais do Ministério Público Estadual (MPES), fizeram a apreensão de aproximadamente 300 mil produtos falsos que estavam sendo comercializados nas ruas e lojas de Cariacica, Vitória, Vila Velha e Serra. No total, 15 pessoas foram detidas.

Entre o material apreendido estavam bonés, óculos, roupas, brinquedos, DVDs e outros mais. Os produtos foram encontrados em barracas de camelôs, bazares e feiras. De acordo com o titular da Defa, Lauro Coimbra, nem mesmo lojas famosas escaparam da ação. "Não importava onde, se tinha material pirata nós fomos e apreendemos".

Todos os estabelecimentos vistoriados pela polícia, destaca o delegado, foram pontuados e denunciados pelo MP. A ação inclusive, não se restringiu apenas ao Espírito Santo, e foi realizada em diversos Estados do Brasil.

"O MP fez um levantamento e indicou os pontos a serem visitados. A Polícia Civil fez a operação junto com esse órgão e o resultado foi a apreensão em massa de produtos falsificados. O MP faz esse tipo de serviço de maneira esporádica e em todo o país", disse.

Segundo dados da Delegacia de Defraudações, a maioria do material pirata vendido no Estado é proveniente de São Paulo e da região Sul da Bahia. Os objetos são trazidos pelos próprios lojistas ou chegam por encomenda.

Toda a mercadoria foi encaminhada para a Defa e o destino final de tudo o que foi apreendido será a destruição. Além disso, 15 pessoas que se responsabilizaram pelos produtos foram detidas, prestaram depoimento e acabaram autuadas por pirataria. Posteriormente, foram liberadas.

De acordo com o delegado Lauro Coimbra, cerca de 40 mil itens falsificados são apreendidos por mês no Estado. Mas os números da primeira quinzena de julho, no entanto, já superam os 60 mil sem contar com a ação desta sexta-feira (18). A polícia informou que as operações de combate a pirataria irão continuar em todo o Espírito Santo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 220 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal