Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/07/2008 - 180 Graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estudantes pagam R$ 150,00 por uma monografia na UFPI


Para concluir um curso de graduação na Universidade Federal do Piauí (Ufpi) alguns alunos recorrem a um recurso nada didático. Optam por encomendar a elaboração do trabalho de final de curso, usado como teste para avaliar se o estudante está apto a receber o título de formado pela academia. As chamadas monografias custam entre R$ 150,00 a R$ 250,00 e podem ser encomendadas por telefone.

Os telefones das pessoas que vendem as monografias podem ser encontrados em cartazes espalhados pelo Campus da Ininga, em Teresina. Quem oferece o serviço garante qualidade e agilidade. Através de contato por telefone, uma destas pessoas que vende o serviço diz que possui uma equipe formada para atender as encomendas. São três pessoas envolvidas na elaboração dos textos científicos de diversas áreas desde psicologia a serviço social.

Além do fato de que, com a aprovação destes trabalhos, a Universidade aprova profissionais mal qualificados para o mercado de trabalho, estes textos são arquivados nas bibliotecas dos cursos e servem como referência de pesquisa para outros estudantes e até mesmo como documentos históricos da Universidade.

A reitoria da Ufpi alega que vem combatendo de forma rigorosa o crime de venda e compra de monografias pelos seus alunos e que está preparando um curso para professores com capacitação para identificar plágios e fraudes. “Já no próximo período, os professores da Ufpi vão receber uma capacitação para prepará-los para detectar esse tipo de fraude, especialmente os plágios feitos através da Internet”, disse a assessoria de imprensa da Instituição através de nota a este Diário.

Sobre a divulgação de cartazes com propaganda sobre serviço de vendas, a administração da Universidade alegou dificuldades na fiscalização. “O fato do campus ser uma verdadeira Cidade Universitária impede a fiscalização mais severa do anúncio de venda de trabalhos, entretanto, as providências para a punição desse tipo de crime dentro da Universidade já estão sendo tomadas”.

“A Ufpi reafirma sua total confiança na capacidade dos seus alunos, que vêm provando através de criteriosos mecanismos de avaliação, conheci-mento intelectual capaz de colocar nossa Universidade entre as Instituições de Educação Federal Superior mais respeitadas do país”, diz a nota.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 249 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal