Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/07/2008 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Homem compra carro com documento falso e vai para a cadeia


A Polícia Civil divulgou, nesta sexta-feira (18), o caso de um homem identificado por Jean Meri Silva Binda, de 34 anos, que falsificava documentos e se passava por outras pessoas para aplicar golpes em estabelecimentos comerciais da Grande Vitória. O crime foi descoberto depois que o falsário efetuou a compra de um carro no valor de R$ 30 mil. A fraude só foi descoberta porque o vendedor da loja fez uma ligação telefônica para o verdadeiro proprietário do Corsa para completar dados cadastrais.

Diante da situação a vítima, que é funcionário da CST , procurou a polícia e relatou o ocorrido. Para comprovar a existência do possível golpe, um investigador da Delegacia Patrimonial de Vitória foi até a concessionária e com autorização da gerencia, se passou por um vendedor. Durante averiguações, ele descobriu o telefone de contato do falso comprador e marcou um encontro com ele no próprio estabelecimento.

De acordo com o delegado André Cunha, o suspeito compareceu à loja na sexta-feira (11) e quando se identificou com o nome falso para retirar o veículo, recebeu voz de prisão. O estelionatário foi encaminhado para a Delegacia Patrimonial e em depoimento, confessou o golpe.

Segundo o delegado André Cunha, Jean Meri Silva Binda (nome verdadeiro), relatou que falsificava documentos de pessoas com alto poder aquisitivo ou que não tivessem dívidas. Para descobrir tais informações, destaca a polícia, ele fazia consultas, por exemplo ao SPC e Serasa.

Depois disso, repassava os dados a comparsas que falsificavam os documentos das vítimas. Investigações realizadas nesta semana ainda dão conta de que o criminoso poderia estar agindo há cerca de dois anos.

Posteriormente à prisão, policiais foram até a casa de Jean, localizada em Vila Velha, e encontraram um farto material em situação irregular. No total, foram apreendidas 10 carteiras de identidade falsas, três pastas com dados das vítimas, CNHs, CPFs, talões de cheques, várias carteiras de trabalho e extratos bancários do Bradesco, HSBC e Banco do Brasil.

Após as operações, Jean Mei Silva Binda foi autuado em flagrante pelos crimes de falsificação de documento público, falsidade ideológica, uso de documento falso e estelionato. O criminoso se encontra preso na Delegacia Patrimonial.

O delegado André Cunha ainda informou que a mulher de Jean também é acusada de participação nos golpes mas está foragida. A polícia continuará investigando o caso já que o bandido relatou que contava com a ajuda de comparsas para falsificar os documentos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 494 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal