Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

31/08/2006 - Correio Web Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha pode ter faturado mais de R$ 1 milhão com fraude das passagens

Por: Diego Abreu


A empresa de turismo Casa Tur, com sede em Goiânia, é mais uma vítima da quadrilha que comprava bilhetes aéreos com cartões de crédito de terceiros e revendia com desconto. Na tarde desta quarta-feira, a proprietária da companhia, Regiane Costa, prestou depoimento na 10ª DP (Lago Sul), em Brasília. Ela foi vítima dos fraudadores entre os dias 21 de setembro e 4 de outubro do ano passado. Depois de ler reportagem que denunciava a quadrilha, suspeitou que o bando seria o mesmo que fraudou sua empresa em R$ 57 mil. Investigações preliminares da Polícia Civil apontam que a quadrilha pode ter faturado mais de R$ 1 milhão.

Regiane conta que chegou a vender 116 passagens para um suposto escritório de advocacia. Ela explica que, na época, sua funcionária recebeu um telefonema de um homem identificado como Paulo. Ele dizia que era de um escritório de Brasília, que iria abrir filial em Goiânia. A partir daí, segundo a empresária, Paulo realizou diversas compras por telefone. “Ele passava um fax com cópia do cartão de crédito, identidade e autorização de débito”, explica.

Após o procedimento, as passagens eram expedidas. Regiane destaca que descobriu o golpe quando foi comunicada que um cliente da operadora de cartão de crédito American Express não havia comprado passagens na Casa Tur, mas em sua fatura constavam as compras. O episódio desestruturou a empresa. Regiane ressalta que até hoje paga parcelas da dívida que acumulou por conta da ação dos estelionatários.

Segundo a dona da Casa Tur, 90% dos bilhetes comprados eram para vôos da TAM. Ela acrescenta que todos os vôos saíam de Brasília, sendo a maioria (70%) com destino a Foz do Iguaçu (PR). O delegado titular da 10ª DP, Antônio Romeiro, avalia que a Casa Tur também caiu no golpe da mesma quadrilha. Ele avisa que outras duas companhias de turismo, que também se dizem vítimas do bando, já entraram em contato com a delegacia. Ambas devem prestar depoimento nos próximos dias.

Romeiro adianta que vai abrir inquérito para cada caso em separado. Nove suspeitos de integrarem o esquema que abrange vários estados brasileiros foram presos em Brasília. Outros dois ainda são procurados pela polícia.

Os acusados ainda foragidos agiam nas cidades do Rio de Janeiro e Salvador.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 508 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal