Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/07/2008 - TI Inside Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vazamento de dados está entre as maiores preocupações das empresas


A perda de informações está se tornando uma das principais fontes de dores de cabeça para corporações nos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha e Japão, conforme revela um estudo recente realizado pela Trend Micro, e que explora as percepções e experiências dos usuários corporativos em relação a ameaças à segurança. O levantamento, que ouviu 1,6 mil usuários finais, conclui ainda que a perda de dados é apontada como a segunda maior ameaça no trabalho depois dos vírus.

O estudo também revela que aproximadamente 46% das empresas ainda não têm uma política de prevenção a esse problema. Em todos os países pesquisados, concluiu-se que as grandes corporações têm mais facilidade para implementar tecnologias de segurança do que as pequenas empresas, e que a instalação e o uso de software de segurança é a medida mais comum adotada para combater essa ameaça.

Do total de entrevistados, 6% admitiram ter causado vazamento de informações, enquanto 16% acreditam que outros funcionários foram responsáveis pelos vazamentos. Usuários japoneses são os menos propensos a admitir que causaram vazamento de informação, seja acidental ou intencionalmente. Outro aspecto relevante na pesquisa é que nada menos que 74% dos entrevistados nos EUA alegam conhecer algum tipo de dado confidencial, contra 68% na Alemanha, 67% no Reino Unido e 40% no Japão. Esse índice é maior entre os usuários móveis. Nos EUA, por exemplo, 79% deles dizem saber quais informações são sigilosas, contra 69% entre os usuários de desktop.

"Esses índices associados à constatação de que a maioria dos vazamentos ocorre dentro das organizações, acidental ou intencionalmente, causados por usuários válidos que têm acesso aos dados da rede corporativa, mostram porque essa questão está se tornando tão relevante para as empresas. O vazamento de informações pode provocar multas, litígios, danos à marca e divulgação de notícias desfavoráveis", explica Fábio Picoli, diretor de enterprise da Trend Micro Brasil.

O uso da rede corporativa para acesso on-line a e-mails pessoais e navegação em sites não relacionados ao trabalho estão no topo da lista de causas de vazamentos de dados. Os usuários do Reino Unido são mais propensos a visitar sites de relacionamento e realizar compras pessoais, enquanto os japoneses tendem a fazer download de arquivos executáveis e os norte-americanos a assistir ou ouvir transmissões de mídia.

A pesquisa também descobriu que em todos os países, mais da metade dos usuários finais que foram vítimas de spyware ou de fraudes de phishing, acreditam que seus departamentos de TI poderiam impedir os incidentes. Os usuários do Reino Unido e da Alemanha, por sua vez, têm menos confiança na proteção dada a seus computadores corporativos do que os norte-americanos, mas têm a mesma probabilidade de abrir e-mails ou links suspeitos da web. Em todos os países pesquisados, a instalação e uso de software de segurança são as medidas mais comuns adotadas para combater essa ameaça.

"No Brasil o cenário não é diferente. Os hábitos de navegação, aliados à crescente utilização da mobilidade, tornam os usuários mais vulneráveis ao vazamento de informações, mesmo que acidentalmente", acrescenta Picoli.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 202 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal