Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/07/2008 - pe360graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Delegado abre inquérito para apurar se Tavares Correia cometeu fraude


O delegado Erivaldo Guerra, da Delegacia de Repressão ao Estelionato do Recife, abriu inquérito para investigar se houve fraude no pacote de turismo vendido pela agência de viagens Tavares Correia a dezenas de pais que deveriam ter embarcado os filhos para os Estados Unidos, na madrugada do último domingo (06), mas que não tiveram as passagens emitidas.

De acordo com o delegado, todos que compraram o pacote devem procurar a delegacia. “A gente vai investigar se houve, realmente, uma vantagem ilícita adquirida em razão de uma fraude. Se houver, vamos indiciar a representante da empresa pelo crime de estelionato e, posteriormente, enviar à Justiça. O Ministério Público vai analisar se houve e, posteriormente, denunciar”, afirmou Erivaldo Guerra.

Na manhã desta segunda-feira (07), 25 clientes da empresa foram prestar queixa na delegacia porque a empresa não cumpriu o contrato que incluía, no roteiro, a cidade de Nova Iorque e o parque da Disneylândia. Os pacotes de viagem custaram, por pessoa, cerca de U$ 4,6, quase R$ 10 mil.

“Para os pais, é uma situação bastante constrangedora. Você ver ir por água abaixo a realização de um sonho que foi planejado, prometido àquela criança na realização dos seus 15 anos para a festa de comemoração. E, de repente, nós nos sentimos assim, sem ter como resolver isso”, disse o programador de sistemas Francisco Araújo.

“O prejuízo que ela [Tavares Correia] nos deu foi muito grande, emocionalmente, não com relação à cifra, mas a decepção nossa e dos nossos filhos foi muito grande”, comentou o empresário José Carlos Lira.

Na última sexta-feira (04), os pais haviam ameaçado prestar queixa caso nenhum contato fosse realizado por parte da empresa, que se limitou a informar por fax que retornaria as atividades a partir do dia 18 de julho. Além dos pais, outro grupo, que viajaria pela Europa, também foi vítima do recesso repentino.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 254 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal