Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/07/2008 - Diário de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadro falso de Cesariny custava milhares de euros

Por: Francisco Mangas e Eduardo Tomé


Pintura. A falsificaçãode arte começa a ser negócio corrente no mercado português, com principal incidência na pintura de autores do século XX. Numa leiloeira do Porto, a Polícia Judiciária acaba de encontrar um quadro falso do surrealista Mário Cesariny e promete, para breve, novas apreensões.

PJ apreendeu obra numa leiloeira da cidade do Porto

Não é uma cópia de qualquer pintura do autor. O falsificador produziu uma peça que se aproxima do universo das obras de uma das fases do pintor, assinou-a, depois, com o nome de Mário Cesariny. A Polícia Judiciária (PJ) apreendeu-a numa leiloeira do Porto, onde estava posta à venda "por uns milhares de euros". É uma pintura a óleo, em tons azuis. representando uma linha de água.

O surrealista Mário Cesariny não é contudo o único que está ser alvo dos falsários. Segundo a PJ, o comércio de pintura moderna contrafeita "estará a assolar o mercado". Um especialista em artes plásticas, que não quis revelar o nome , reforça esta suspeita da polícia. Além de Cesariny, refere, com frequência se encontram obras falsificadas de Costa Pinheiro, Álvaro Lapa e de outros artistas contemporâneos do pintor e poeta.

"A cada passo, em Lisboa, vêem-se em lojas de arte, casas que até são honestas, peças que de certeza são falsas. Nalguns casos, a falsificação é grosseira", afirma. Fonte da PJ disse ao DN que, nos próximos dias, deverá ser apreendida mais pintura contrafeita, entretanto referenciada.

O quadro falso com assinatura de Cesariny, apreendido recentemente numa leiloeira da cidade do Porto, é uma pintura a óleo sobre madeira, que representa uma "linha de água". Nos anos setenta, do século passado, Mário Cesariny iniciou e desenvolveu o tema das linhas de água, tela sobre madeira que traduzem, na sua maioria, a fronteira entre o céu e o mar.

Bernando Pinto de Almeida, estudioso da obra de Mário Cesariny, explica que a fase da pintura paisagística da obra desta autor, em que se inserem as linhas de água, é, de todas , " a mais falsificada". E existe uma explicação para esse facto: "é essa fase que sempre teve mais procura no mercado".

O autor de Pintura Portuguesa do Século XX - obra em que o nome Cesariny surge pela primeira vez como o grande nome do surrealismo português - não ficou espantado com mais uma presumível falsificação desse pintor. "São frequentes", refere, e, por vezes, "aparece cada mono que até fico arrepiado".

A brigada Polícia Judiciária, que há poucos meses apreendeu, também numa casa leiloeira da cidade do Porto obras falsas de Júlio Pomar (ver texto ao lado), alerta os eventuais interessados em investir em obras de arte para que estejam atentos a esta realidade.

As falsificações de obras de arte, negócio que envolve mulhões de euros, tem grande dimensão além fronteiras. Em Portugal não assume essas proporções, mas tem crescido nos últimos tempos, alertam os especialistas. Segundo um peritos dos ouvidos pelo DN, nas galerias que representam os pintores isso não acontece ou é muito raro. Nas casas leiloeiras e lojas de artes a situação é diferente: "Deviam ter peritos que analisassem as obras, para não comprarem gato por lebre", aconselha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 265 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal