Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/07/2008 - JB Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Brasil é o segundo país que mais recebe spam no mundo

Por: Cecilia Minner


RIO - O mundo virtual é complexo e cheio de armadilhas. Crimes como roubo de informações, espionagem e ameaça, através de vírus que invadem o computador, fazem parte do dia-a-dia da internet e podem gerar conseqüências no âmbito real. É preciso armar sua máquina com eficientes aplicativos antivírus, anti-spam e firewall para proteger-se contra as pragas tecnológicas. E, ainda, adquirir alguns hábitos e ficar atento aos e-mails simulados.

Os crimes cibernéticos se dão através de vírus desenvolvidos por hackers ou pessoas mal-intencionadas, que se infiltram no sistema operacional de internautas incautos e instala um programa espião, conhecido como spyware. O principal objetivo é roubar informações sigilosas do usuário, como senhas de banco e de cartões para efetuar transações financeiras ilegais.

Atualização

Combater essas pragas virtuais é uma das preocupações do mundo atual. Para prevenir-se é fundamental a instalação de um poderoso programa antivírus que combate os vírus e suas variantes – como o Worm e o Trojan. Mas é imprescindível que o antivírus tenha o mecanismo que permita ao programa atualizar-se automaticamente sobre os vírus recém-lançados, com a maior freqüência possível.

– Alguns antivírus atualizam sua base de dados apenas uma vez por dia. Nesse caso, se um novo vírus for disseminado após a atualização da praga terá 24 horas para agir no sistema. O ideal é um programa que se atualize a cada hora. Assim, o risco de infecção é menor – recomenda Eduardo Freire, diretor da NetOfficer, empresa representante do antivírus GDATA no Brasil.

Como os ataques são sempre ações conjuntas – o vírus se infiltra e instala um programa – para combater essas invasões é preciso, além do antivírus, de um aplicativo firewall pessoal. Este programa monitora todos os recursos do computador, alertando sobre qualquer comportamento anormal do sistema e tentativa de envio de dados não solicitado.

O spyware também pode se instalar no computador automaticamente, quando o usuário acessa o link de um site não confiável, recebido por e-mail, por exemplo. Essa técnica, chamada de phishing, se aproveita da curiosidade do usuário para instalar códigos maliciosos.

E-mail

Mesmo antiga e já manjada por todos, o e-mail é ainda uma das principais formas de disseminação de vírus. Mensagens divulgando fotos comprometedoras de celebridades, informando dívida pendente ou oferecendo prêmios são, provavelmente, spam – e-mails falsos. Para evitar esse mal é necessário contratar um provedor de e-mail que disponibilize o serviço anti-spam. Assim, as mensagens recebidas são filtradas e os spams detectados, direcionados para uma pasta à parte.

O resultado de pesquisa feita pela empresa de segurança na internet McAfee, divulgado semana passada, apontou o Brasil como o segundo país que mais recebe spam, seguido dos Estados Unidos. Segundo a McAfee, e-mails com propostas financeiras, propagandas e anúncios são os mais enviados.

O professor de pós-graduação de gestão de redes da Faculdade de Informática e Administração Paulista Marcelo Okano sugere atos preventivos contra “armadilhas preparadas para usuários menos preparados”. Segundo Okano, é preciso atentar aos navegadores, como Internet Explorer, Firefox e Mozilla:

– É aconselhado manter desabilitado a execução automática de programas, atualizar sempre o navegador para evitar vulnerabilidade e defeitos, e controlar os cookies utilizados pelos sites.

Quanto aos programas de distribuição de arquivos – como eMule, Kazaa e Gnutella – o professor Okano diz que um dos maiores riscos é a contaminação por vírus contidos nos arquivos compartilhados:

– É importante usar a versão mais atualizada do programa, pois o risco de estar contaminado é menor.

O internauta também deve ter cautela com sites de relacionamento e blogs. Geralmente, nesses espaços são exibidos dados pessoais, hábitos, e lugares freqüentados pelo usuário, que acaba exposto a violências físicas, como chantagens e seqüestros, além da virtual. Nesses casos, é indicado que se evite divulgar informações pessoais como telefone e endereço e permitir somente os amigos acessarem o conteúdo da página.

Banco on-line

As transações financeiras online, como compras e movimentação de conta bancária via internet banking, são ações cada vez mais comuns, porém ainda temidas.

– O sistema de 'internet banking' no Brasil é um dos mais seguros do mundo. Os bancos utilizam ferramenta de segurança de ponta. Mas é preciso saber se a página é a oficial do banco: ao entrar no site, atualize a página e procure um ícone de segurança – um cadeado ou uma chave – que garante o sigilo – aconselha José Matias, gerente de suporte técnico da McAfee para América Latina.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 188 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal