Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

29/08/2006 - O Dia Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Biometria, o futuro financeiro na ponta dos dedos


Tecnologia em fase de teste eliminaria de vez o cartão magnético, senhas e burocracia Diogo Dantas Rio - Um dos temas a serem debatidos no segundo C4 - Congresso de Cartões e Crédito ao consumidor, que acontece a partir desta terça-feira no Centro Fecomércio de Eventos, em São Paulo, é a Biometria. O mercado que movimentará mais de R$ 2 bilhões este ano no mundo, segundo o International Biometric Group, está cada vez mais presente no Brasil. Ciência capaz de identificar indivíduos pelas características físicas ou comportamentais, por meio de processos informatizados, a Biometria pode ser aplicada de duas formas: por dado contido em cartão ou na ou por um banco de dados onde se busca uma identificação do usuário, como sua data de nascimento, por exemplo. A necessidade de aumento de segurança e credibilidade em processos informatizados tem sido um fator determinante para a expansão da tecnologia. Ela pode ser usada em condomínios, portas de elevador, notebooks, acesso a academia, eliminando a necessidade de administrar cartões. Além disso, proporciona o conhecimento das pessoas que entram e saem em um ambiente. O nível de proteção contra fraude, falsificações, bloqueio de catracas, cancelas ou portas é muito alto. Mas para o organizador do congresso, Alvaro Mudas, a clonagem é inevitável em algum momento, mas sempre haverão novidades para burlá-la. "Isso é uma briga constante entre os malandros que estão sempre inventando coisas novas para falsificar desde documentos até passaportes. Na Biometria isso é difícil pois os aparelhos experimentados exigem, além da impressão digital, uma certa temperatura, própria do sangue do indivíduo, o que ainda está sendo testado", esclarece. Mudas crê também que a tecnologia foi impulsionada não só pela facilidade ao consumidor, como também pela aquisição de dívidas de clientes pelos bancos, alvos de fraudes e clonagem de cartões. " são as duas coisas. Isso faz parte de um aperfeiçoamento, buscando conforto, conveniência e segurança. A biometria faz as duas coisas. Você é sua senha, há mais facilidade para o consumidor", sustenta. Menos burocracia para o cliente, mais complexidade técnica O funcionamento não é nada simples. Um sensor ótico decifra a identidade da pessoa. Veias das mãos, estrutura óssea do rosto, forma de caminhar, íris ou impressão digital servem como dado de análise. A Biometria detecta pontos que formarão diversos triângulos digitalmente. Com os pontos de interseção que se formam, captura-se um algoritmo, uma equação, que é guardada como própria daquela pessoa. Não é apenas uma imagem das linhas. Ao ser consultado o sistema varre 35 mil informações por segundo, com uma segurança de 99,99%. Desta forma, não é necessário a lembrança de uma senha. No Congresso Nacional Brasileiro já existe um sistema de identificação pela impressão digital para registrar a freqüência e autenticidade dos deputados na votação. Acredita-se que a biometria viabilizará a expansão dos sistemas de pagamento e micro-pagamento, compensação e liquidação financeira, já em operação na Internet, e que serão, ao longo dos próximos anos, aperfeiçoados e mais seguros. Segundo Gemma Rebollo, diretora de e-Business da TIVIT, o cartão de crédito tem menor risco de ser fraudado com a novidade.
"O cartão de crédito, neste momento não deverá ser substituído ou abandonado, porém a tecnologia biométrica complementa e dá maior segurança para as instituições financeiras. É eficiente na medida em que auxilia no combate ŕs fraudes de cartão não só no segmento financeiro, como também em outras áreas", explica.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 407 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal