Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/06/2008 - Diário do Aço Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PM suspeito de fraudes na internet

Por: Wellington Fred


IPATINGA - A Polícia Civil descobriu no início da noite de anteontem um esquema de compras fraudulentas através da internet. É apontado como “cabeça” do grupo um cabo lotado na Polícia Militar de Meio Ambiente. Um vasto material que havia acabado de chegar à casa localizada na rua Quetúnia, no bairro Esperança, foi apreendido. Os agentes detiveram um casal.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Adjunta de Falsificações e Defraudações (DAFD) diante da descoberta feita pela equipe do inspetor Geraldo Caldeira, do 12º Departamento da Polícia Civil. As investigações começaram em torno de uma suspeita de tráfico de drogas, porém a descoberta foi bem diferente. Foi levantado um caso de estelionato praticado, possivelmente, com uso de cartões de crédito de outras pessoas.

Os agentes chegaram até a casa da desempregada S.V.C., de 32 anos, onde também foi detido o metalúrgico D.C., de 31 anos. Para surpresa dos policiais civis, um vasto material foi encontrado, desde latas de tintas, antena Sky e até produtos de Pet Shop como roupas e xampus para cães, aparelhos eletroeletrônicos e outros.

Segundo S.V., há dois meses que o cabo da PM teria pedido a ela para receber as encomendas em sua casa. “Achei que não teria problema, pois ele (PM) garantiu que não era coisa errada. Disse que os vizinhos dele tinham “olho grande” e, por isso, não recebia as encomendas”, contou a desempregada, visivelmente abatida.

Prometeu

D.C. confirmou a história da namorada, alegando que o militar prometeu uma ajuda de custo para ela se manter, já que está desempregada. “Ele disse que tinha uma outra casa e recebia as encomendas, mas os moradores abriam os pacotes e sumiam alguns produtos. Garantiu que não aconteceria isso; achei que era algo regular”, disse.

Os dois detidos foram conduzidos para a 1ª Delegacia Regional de Ipatinga para prestar depoimentos ao delegado de plantão, Alexandre Teixeira dos Santos. Os objetos apreendidos lotaram uma viatura da Polícia Civil. Apesar dos indícios do envolvimento com o PM, o casal foi liberado, mas será investigado pela DAFD, que está sob responsabilidade do delegado Breno Pardini Cezário. O policial militar deverá ser intimado para prestar esclarecimentos a respeito das suspeitas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 330 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal