Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/06/2008 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presa quadrilha acusada de fraudar Secretaria de Saúde em R$ 1 milhão


Duas mulheres e cinco homens foram presos nesta segunda-feira (23), suspeitos de causar um prejuízo de mais de R$ 1 milhão à Secretaria estadual de Saúde. Eles são acusados de retirar medicamentos para o tratamento de câncer em um posto do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro (Iaserj) para revendê-los ilegalmente. Com eles foram apreendidos kits com os remédios, avaliados cada um em R$ 60 mil.

De acordo com a polícia, as mulheres recebiam R$ 100, cada uma, para buscar os medicamentos no posto, que eram entregues aos homens da quadrilha. Cada remédio do kit custa ao estado cerca de R$ 2 mil.

Segundo a delegacia, os integrantes da quadrilha falsificavam a carteira do Sistema Único de Saúde (SUS) e se passavam como beneficiários para retirar o medicamento. De acordo com o delegado Marcos Cipriano, da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Saúde Pública, o grupo estava agindo havia três meses e retirava em média seis kits por mês.

“O secretário de Saúde, Sérgio Côrtes, nos informou que a quadrilha teria dado um prejuízo de cerca de R$ 1 milhão à secretaria”, informou Cipriano.

As mulheres foram presas no Centro e o resto da quadrilha em Jacarepaguá, Zona Oeste, e na Baixada Fluminense.

Carimbos falsos apreendidos

O delegado ainda informou que junto com os kits apreendidos, foram encontrados carimbos de médicos que foram usados em receitas médicas falsas.

“Nós vamos investigar a possível participação de algum médico. Mas hoje em dia é tão fácil falsificar um carimbo. Inclusive encontramos o carimbo falsificado no local”, disse Cipriano.

De acordo com ele, a receita médica continha a assinatura de um médico, que tinha o registro diferente do número que constava no documento, comprovando uma falsificação.

“Vamos investigar agora que é o receptador dos medicamentos”, concluiu o delegado.

A Secretaria estadual de Saúde e Defesa Civil informou, em nota oficial, que fez, na semana passada, uma denúncia a Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Saúde Pública sobre a suspeita de que poderia estar ocorrendo algum tipo de golpe na retirada de medicamentos que fazem parte do Programa Estadual de Dispensação de Medicamentos. A denúncia foi feita função do aparecimento de receitas com características suspeitas.

A secretaria esclareceu que ainda não é possível avaliar o prejuízo causado pela quadrilha ao estado, mas estima que o valor possa ultrapassar R$ 1 milhão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 163 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal