Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/06/2008 - Portal Moveleiro Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

SC: deputado é indiciado por estelionato

Por: Fabrício Escandiuzzi


O ex-coordenador da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetraf-Sul) e atual deputado estadual em Santa Catarina, Dirceu Dresch (PT) foi denunciado pela Procuradoria Regional da República da 4ª Região por estelionato e falsidade ideológica.

O parlamentar catarinense e sua mulher Cleci Bourscheidt Dresch são suspeitos de declarar renda mensal de R$ 260 para se beneficiarem do Programa de Habitação do Ministério das Cidades, destinado a agricultores de baixa renda. Com a declaração, eles teriam obtido recursos usados na reforma de uma casa em Saudades, município localizado na região oeste do Estado.

Como Dresch dispõe de foro privilegiado na condição de parlamentar, o procurador da República Paulo Mazzotti Girelli encaminhou a denúncia ao Tribunal Regional Federal de Porto Alegre, após uma série de investigações realizadas pela Polícia Federal. O casal foi denunciado por estelionato qualificado e falsidade ideológica.

Girelli protocolou a denúncia no último dia 3 e ainda não comentou o caso. O desembargador Federal Amaury Chaves de Athayde expediu um despacho na última quarta-feira, determinando a notificação de Dresch e sua esposa.

De acordo com a denúncia, em 2005, Dirceu era lotado como assessor na Assembléia Legislativa de Santa Catarina. Cleci, segundo afirmação do próprio deputado petista, foi assessora da senadora Ideli Salvatti entre agosto de 2005 e março de 2007 e mantinha atuação na própria região, sendo a responsável pela "articulação política e fortalecimento das mulheres e dos movimentos sociais".

Fundada em 2001, a Fetraf-Sul também foi alvo de uma série de denúncias envolvendo seu ex-coordenador, e é investigada por convênios supostamente irregulares firmados com o governo federal. O delegado da Polícia Federal Misael Flávio Mazzeti, responsável pelo inquérito, havia apreendido uma série de documentos e computadores na sede da ONG em novembro do ano passado.

O deputado Dirceu Dresch, por intermédio de sua assessoria de imprensa, confirmou o recebimento de R$ 6 mil do programa federal para a reforma em sua residência, mas negou a informação de que seria lotado na Assembléia Legislativa na época. O parlamentar catarinense só se manifestará oficialmente sobre o assunto depois de notificado pela Justiça.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 272 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal