Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/06/2008 - Brazilian Voice Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Esquema de pirâmides faz mais vítimas entre brasileiros


O desejo de conseguir dinheiro de forma fácil e rápida continua fazendo vítimas entre os brasileiros residentes em New Jersey. Desta vez, foi Pamera Andrade, residente em Newark (NJ), que teve 4 de seus cheques envolvidos no esquema de pirâmides e perdeu a quantia de US$ 2 mil. Ela disse que conhecia a também brasileira Karine Afonso, organizadora da pirâmide, há aproximadamente 1 ano e meio, assim que chegou aos Estados Unidos.
Pamera relatou que em maio desse ano Karine pediu-lhe 4 folhas de cheque emprestados, alegando que o talão de cheques dela havia acabado. Na ocasião, Karine teria garantido à amiga que depositaria as quantias referentes aos cheques em sua conta-corrente. Pamera disse desconhecer o valor dos cheques, pois quando foram “emprestados” eles estavam assinados e em branco.
Segundo Andrade, ela ficou surpresa depois que soube, através de amigos, que Karina havia retornado secretamente ao Brasil e que 2 de seus cheques, no valor de US$ 4 mil cada, foram parar nas mãos do mineiro Sérgio Alves Gonçalves, de 23 anos, também residente em Newark (NJ). Pamera alegou não saber o paradeiro dos outros 2 cheques emprestados à Karine.
Ela disse que tomou conhecido da utilização indevida de seus cheques através de amigos, que haviam lido a reportagem sobre o caso de Gonçalves publicada no BV, outra vítima do esquema de pirâmides. Durante a entrevista, Pamera alertou aos brasileiros para não confiarem cegamente nem nos amigos.
Em virtude do envolvimento contínuo de imigrantes brasileiros no esquema, Francisco Sampa, presidente da Brazilian American United Association – BAUA, vem alertando a comunidade sobre o crescente problema.
. “A Piramide é condenada por lei, é um crime contra a economia popular, é fraude, no Brasil é o artigo 171 do código penal e só é fantástica para aquele que monta o esquema. Na nossa comunidade aqui está acontecendo muito. Eu conheço pessoas que estão ganhando e pessoas que estão perdendo, isso mexe com a ganância do necessitado. Na Piramide basta um parar e todos se dão mal”, alertou.
Interessante a princípio, o esquema de pirâmide pode desmoronar a qualquer momento como um castelo de cartas, caso um dos participantes saia.
“É uma saga de idiotas. Prejuizos mil, Benefício Zero. O problema da pirâmide é porque é ilegal e fraudulenta. Você pega o dinheiro da pessoa, se ela conseguir arrumar alguém tudo bem, se não conseguir azar dela. Na piramide, se você conseguir, você tem lucro, se não conseguir ninguém, fica no prejuízo. Quem mexe com isso pra mim são ladrões, mercadores de ilusão e vendedores de sonhos. Na piramide, só um ganha ou alguns ganham. A piramide existe há séculos e, se fosse uma coisa boa, todos os países resolviam seus problemas com essas pirâmides”, acrescentou o presidente da BAUA.
Pamera explicou que, para entrar no esquema, a pessoa deve pagar uma determinada quantia e apresentar dois novos participantes. Com o ingresso de mais duas pessoas, o participante inicial muda de nível e a pirâmide se auto-multiplica.
O esquema tem esse nome devido à forma de pirâmide. Se começasse com 1 ser humano no topo e 10 abaixo, e 100 abaixo, 1.000 abaixo e assim sucessivamente, a pirâmide reuniria toda a população da terra em apenas 10 camadas com somente um indivíduo no topo, ou seja, a base teria mais de 4.5 bilhões de pessoas!

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 295 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal