Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/08/2006 - Reuters / Swissinfo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dólares falsos da Coréia do Norte patrocinam terror, dizem EUA


WASHINGTON (Reuters) - A Casa Branca acusou na quinta-feira a Coréia do Norte de falsificar dólares para patrocinar o terrorismo e prometeu continuar combatendo essa atividade ilícita e também o programa nuclear de Pyongyang.

As negociações envolvendo seis partes --EUA, Rússia, China, Japão e as duas Coréias-- sobre o programa nuclear norte-coreano estão paralisadas desde novembro, porque o país se opôs às punições impostas pelos EUA a bancos suspeitos de ajudarem Pyongyang a lavar dólares falsos.

Os Estados Unidos acusam a Coréia do Norte de realizar atividades financeiras fraudulentas, inclusive falsificar notas de cem dólares, para financiar seu programa bélico. Dissidentes dizem que o dinheiro também compra a lealdade da elite norte-coreana.

Pyongyang nega envolvimento nessas atividades e diz que Washington pretende derrubar o regime comunista.

"Já fomos atrás das atividades de falsificação por parte do governo da Coréia do Norte, mas ao mesmo tempo o propósito das negociações a seis partes é descobrir uma forma de criar uma península coreana não-nuclear", afirmou o porta-voz da Casa Branca, Tony Snow. "Os dois objetivos não são excludentes, e os Estados Unidos não estão indo simplesmente atrás de um deles."

"Os norte-coreanos abandonaram (as negociações) porque estão fazendo lavagem de dinheiro para financiar o terrorismo global. Não queremos que eles tenham dinheiro para financiar o terror global, sinto muito, ponto final. Não achamos que seja do nosso interesse permitir que eles vendam armas que podem ser usadas para destruir vidas humanas inocentes."

Os EUA dizem buscar há 15 anos provas de que a Coréia do Norte falsifica dólares e de que o país vende mísseis para o Oriente Médio. Esta é a primeira vez, porém, que uma autoridade norte-americana vincula as atividades ilícitas de Pyongyang --que segundo Washington incluem também a falsificação de cigarros e medicamentos como o Viagra-- ao terrorismo global.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 494 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal