Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

05/06/2008 - Midiamax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação prende quadrilha que fraudava financiamento de carros


Começou hoje, desde as 5 horas em Dourados, a Operação denominada "Laranja Doce" que cumpre 11 mandados de busca e apreensão no município de Dourados. A operação desencadeada pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e a Polícia Civil visa desarticular uma quadrilha especializada em falsificação de documentos para aprovar financiamentos de veículos com placas clonadas de carros de vítimas que nem sabiam do caso.

Segundo informações da PRF, a quadrilha anotava a placa de um determinado carro que tinha expectativa de encontrar e produzia um dublê dos documentos deste carro que seria financiado. O proprietário do veículo original ficava com a dívida do financiamento.

Até o momento, duas pessoas foram presas em Dourados, além de documentos apreendidos, computadores, peças de veículos entre outros produtos provenientes de ilícitos.

Ainda segundo o policial do DOF, Carlos Videira, os dois detidos foram flagrados com munições de arma de fogo em casa, no momento em que os policiais cumpriam o mandado de busca. Eles foram encaminhados à delegacia, pelo crime de posse de munição, e estão sendo investigados acerca de possível participação na quadrilha de falsificadores.

Videira ainda informou que o interno preso na PHAC (Penitenciária de Segurança Máxima de Dourados), Adriano dos Santos Medeiro, conhecido como “Careca”, seria o acusado de ser o chefe da quadrilha que vinha agindo em Dourados.

O inspetor Fávaro, da PRF, disse que a polícia apura também o grau de envolvimento de servidores e alguns despachantes. Ele ainda confirmou que a quadrilha movimentou R$ 2 milhões nos últimos dois anos.

Segundo Fávaro, o grupo de estelionatários teria ainda envolvimento com o narcotráfico, já que parte dos veículos fraudados podem ter sido trocados com droga, na fronteira com o Paraguai.

Ele disse que as investigações iniciaram há cerca de dois anos, durante trabalho de rotina da PRF. Os dados, então, foram repassados para o DOF e a Polícia Civil, que iniciaram as investigações.

Operação Carta Branca

Ainda nesta semana, a Operação Carta Branca, da Polícia Rodoviária Federal, Ministério Público e a corregedoria da Polícia Civil desmantelaram uma grande quadrilha que cometia fraudes no processo de obtenção da Carteira Nacional de Habilitação em vários estados.

Ao todo, foram cumpridos 21 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão, distribuídos pela região metropolitana de São Paulo e grande ABCD.

O esquema tinha a participação de auto-escolas, clínicas que realizam testes físicos e psicotécnicos credenciadas à Ciretrans envolvidas, e também, servidores públicos ligados ao processo da obtenção de CNH. Médicos, psicólogos e donos de auto-escolas foram presos.

O crime consistia na obtenção fraudulenta dos documentos, que eram emitidos sem a realização dos procedimentos regulares e legais para que os motoristas adquirissem a CNH. A quadrilha tinha até moldes de silicone que eram usados para forjar impressão digital.

As CNHs eram vendidas para pessoas em diversos estados do Norte, Nordeste e Centro Oeste. O preço do serviço criminoso variava entre R$ 1500 e R$ 2200.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 272 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal