Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/06/2008 - cidadeverde.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estudante de Direito é preso fingindo ser inspetor para roubar empresários

Por: Fábio Lima e Yala Sena


Uma quadrilha que usava o nome da Polícia Rodoviária Federal e cujos integrantes se passavam por inspetores da mesma foi desbaratada nesta terça-feira (3) em Teresina, ironicamente por inspetores da própria PRF. Os quatro acusados tinham um caderno de empresas a serem extorquidas sob ameaça de fiscalização e multa nas estradas federais, e podem ter lesado mais de 100 empresas no Piauí.

Entre os presos está o estudante de Direito José Carlos da Silva. No entanto, Francisco Frank dos Santos Nascimento, que já responderia por estelionato em São Paulo e Espírito Santo, seria o chefe da quadrilha, e foi acusado pelos outros de receber o dinheiro do golpe. Também foram presos o mototaxista Ronaldo Silva de Araújo, e Hélio Sérgio Carlos dos Santos.

A quadrilha, que tinha ramificações em São Paulo e Espírito Santo, e atuou também na Paraíba, Ceará e Maranhão, atuava se passando por inspetores da PRF, que vendiam a comerciantes anúncios em uma revista da categoria. A compra da publicidade poderia trazer benesses em fiscalizações. A não aquisição era recebida com ameaça do contrário. Os anúncios custavam entre R$ 100 e R$ 1 mil.

Dois cadernos com anotações a mão trouxe nomes de empresas supostamente lesadas, como Lua Crescente, Vip Cursos, Brahma, Zemp, Casa do Camarão, Clínica dos Olhos, Soferro, Posto Mais, Empresa Furtado, e Colégio Teresa D'Ávila. Mas foi por meio de um empresário do ramo de laticínios que a quadrilha foi desbaratada. As investigações duraram 20 dias, até a prisão em flagrante dos acusados nesta terça.

O inspetor Welendal Tenório, que trabalhou nas investigações, relatou ainda que foram apreendidos R$ 3 mil em cheques, uma moto, e um Fiat Uno de cor azul e placa JGE-0513, de Brasília/DF. Ele convoca todos que foram vítimas do golpe a comparecerem à Polícia Federal, que vai abrir inquérito sobre o caso.

O superintendente da PRF no Piauí, Bernardo Val, classificou a quadrilha como audaciosa, pois não temia se passar por uma autoridade policial. Ele disse que os bandidos ligavam para outras pessoas fingindo conversar com os chefes da PRF, para reforçar a ameaça.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 212 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal