Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/06/2008 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe da herança nigeriana ganha fôlego em rede social


Durante muitos anos, golpistas usaram e-mails para faturar em cima dos internautas com o golpe da herança nigeriana, também conhecido como golpe 419 (419 scam). Com o uso dos filtros de e-mail, que impedem o recebimento desse tipo de mensagem, a fraude busca agora espaço em outros meios de comunicação on-line, como a rede social LinkedIn.

Com essa estratégia, o golpista envia mensagens dizendo ser de uma instituição governamental ou herdeiro de uma grande fortuna - pode citar a Nigéria ou outro país. Ele pede ajuda para uma transferência internacional de fundos e, como recompensa, você terá direito a ficar com uma porcentagem do valor milionário, explica a Cartilha para Segurança na Internet. Para isso, é necessário pagar uma quantia elevada. A estratégia também é chamada de fraude de antecipação de pagamento.

A empresa de segurança Sophos detectou recentemente uma dessas mensagens fraudulentas no LinkedIn, site de relacionamentos profissionais. O texto dizia ter sido escrito por uma jovem de 22 anos da Costa do Marfim que havia recebido US$ 6,5 milhões de herança do pai.

Ajudinha

“Antes da morte dele, no dia 12 de dezembro de 2007, em um hospital de Abidjan, ele me chamou e pediu que eu guardasse US$ 6,5 milhões em uma conta bancária também em meu nome. Por causa de uma disputa com seu sócio, eu devo encontrar um parceiro de negócios no país de minha escolha, para onde eu possa transferir o valor e usá-lo para investimento”, diz um trecho da mensagem. O texto solicita informações bancárias e implora que o destinatário dê uma resposta em um e-mail do Yahoo nos próximos sete dias.

Segundo Graham Cluley, consultor de tecnologia da Sophos, os golpistas esperam que os profissionais conectados ao LinkedIn tenham mais dinheiro disponível que os usuários do MySpace ou Facebook. Portanto, são melhores alvos. “Sites como esses dão a estranhos a possibilidade de entrar em contato sem ter de passar por filtros anti-spam”, continua.

Para ele, os golpistas devem continuar tentando inovar e usar truques criativos para ganhar dinheiro dos desavisados. “Se todos tiverem em mente o provérbio ‘não existe almoço grátis’ e usarem um pouco de ceticismo, talvez as chances dos golpistas diminuam”, acredita Cluley.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 215 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal