Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/10/2007 - Jornal A Cidade Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Preso no CE age em RP


Um aposentado de 65 anos recebe uma mensagem diferente no aparelho celular. No texto está a informação que a pessoa ganhou um automóvel EcoSport, do programa Domingo Legal, do SBT.
Inicialmente, o aposentado se surpreende com o prêmio, mas logo percebe que ganhar um carro não é algo tão fácil como parece.
“Você acaba ficando iludido. A sorte é que leio bastante e logo percebi que era um golpe. Liguei na produção do SBT e eles informaram que não estavam fazendo nenhuma promoção deste tipo”, disse o aposentado.
No texto da mensagem está escrito: “(SBT) Inf. seu aparelho móvel foi sortiado (sic) c/1 (ECO’SPORTE) na recarga premiados do SBT. Promoção 26 anos atrações DOMINGO LEGAL inf. grátis - 031 85 8761- 01 64”.
Os erros de português também entregaram o golpe ao aposentado. “Se fosse mesmo da produção de um programa de TV, não teria tantos erros de português assim”.
No entanto, diversas outras pessoas caem todos os dias neste golpe. A afirmação é do próprio golpista, identificado como Carlos Eduardo.

Confissão

A reportagem entrou em contato com o número descrito na mensagem. Em um primeiro momento, Carlos Eduardo tentou aplicar o golpe. “Produção do SBT”, é assim que o criminoso atende a ligação.
Durante 45 minutos de conversa o criminoso desiste de aplicar o golpe e conta como funciona o esquema.
“Escolhemos um número aleatoriamente e mandamos a mensagem. Quando a pessoa liga dizemos que ela ganhou um carro, mas para retirar o veículo tem que comprar cinco cartões da TIM no valor de R$ 100 cada”, contou Carlos Eduardo, que disse estar preso em uma cadeia de Fortaleza, no Ceará.
Ele explicou que em posse dos números dos cartões, os bandidos vendem os créditos dentro da cadeia e aplicam cada vez mais golpes.
“A gente tem que se virar. Só eu tenho 12 celulares aqui dentro. Aplicamos o golpe em vários Estados, menos aqui no Ceará, porque pode ‘sujar’”, disse.
Ele não conta como os celulares entram dentro da cadeia, mas afirma que cada um “se vira como pode”. Carlos Eduardo disse que tem 29 anos e está preso por roubo a banco e latrocínio. Segundo ele, sua pena é de 30 anos.
O preso afirma que não aplica os golpes de falso seqüestro, pois tem pena das vítimas.
“Só aplico esse golpe do prêmio porque só os gananciosos caem. Se vejo que a pessoa não tem dinheiro, entrego o jogo. Mas se é barão [rico], aí tem que cair mesmo”, disse ele.

Golpes todos os dias em RP

A Polícia Militar de Ribeirão Preto informou que todos os dias pelo menos uma pessoa é vítima de algum tipo ou tentativa de golpe na cidade.
Existem diversas variações, mas a maioria se aproveita da ganância e boa fé das vítimas.
“As pessoas têm que aprender que só no dicionário o dinheiro fácil vem antes de trabalho”, declarou o delegado do 4º Distrito Policial Haroldo Chaud.
Segundo ele, os golpes mais comuns são os do falso seqüestro e do bilhete premiado.
Na quarta-feira (17), uma aposentada de 72 anos perdeu R$ 7 mil em um golpe do falso seqüestro. Segundo a polícia, ela recebeu um telefonema de uma pessoa que disse estar com sua filha e pediu R$ 20 mil pelo resgate. Ela não tinha todo o dinheiro na conta e depositou os R$ 7 mil.
Já no golpe do bilhete premiado, Chaud lembra que há 15 dias um aposentado perdeu R$ 32 mil. Um homem abordou a vítima na rua, dizendo que havia ganhado na loteria, mas não sabia o que fazer.
O aposentado ajudou a pessoa, que prometeu uma recompensa, desde que deixasse um valor como garantia. Quando voltou ao local combinado, o golpista já havia sumido.
“Ninguém divide prêmio de loteria. Infelizmente a boa fé, e às vezes a ganância, são inimigas nessas horas”, disse Chaud.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 350 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal