Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/06/2008 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF procura ‘fábrica’ de dinheiro falso

Por: Lígia Ligabue


Após prender um homem com R$ 13 mil em cédulas falsificadas no final de semana, a Polícia Federal (PF) de Bauru prossegue as investigações. De acordo com o delegado José Emanuel Ferreira de Almeida, a PF investiga quem foi o responsável pelas falsificações. As cédulas foram adquiridas em São Paulo e seriam distribuídas em Bauru. Alexandre de Moraes, preso com as notas, foi transferido na manhã de ontem para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Bauru.

Almeida informa que já foi aberto inquérito policial para apurar o caso. “Esse fato não é um caso isolado. Faz parte de um trabalho em andamento pela Polícia Federal. Apesar de se tratar de uma prisão após denúncia anônima, a Polícia Federal já investiga esse crime em Bauru”, explica. De acordo com o delegado, a expectativa é concluir o inquérito até o começo da próxima semana.

Ao verificar uma denúncia anônima, policiais federais abordaram o veículo na praça de pedágio de Areiópolis por volta das 22h do último sábado. Ao realizar a vistoria no condutor e no veículo, uma BMW placas CRI 0702, foram encontradas várias notas de R$ 10,00, R$ 50,00 e R$ 100,00, que totalizaram cerca de R$ 13 mil.

Moraes, 29 anos, que trabalha numa empresa terceirizada que presta serviços para os Correios, informou que as cédulas falsas haviam sido adquiridas no bairro da Penha, em São Paulo. Ele teria pago o valor de uma nota verdadeira por seis falsas. E confessou que pretendia revender as cédulas falsas em Bauru pelo preço de uma verdadeira por três falsas. Ou seja, por R$ 10,00, iria vender três cédulas falsificadas desse valor.

Com a prisão do “revendedor” das notas falsificadas, a PF agora tenta encontrar o falsário. “Outros surgirão e continuarão o mesmo delito. Estamos trabalhando para reprimir este crime e as investigações vão além. Queremos chegar a quem está fabricando estas notas”, afirma Almeida.

As cédulas falsificadas foram encaminhadas para perícia técnica na Capital, que irá determinar qual o tipo de processo foi empregado na fabricação das notas. Almeida explica que o valor das cédulas falsificadas varia conforme a qualidade da falsificação. “E as notas falsas de R$ 100,00 estão muito melhores que as de R$ 50,00”, observa.

O delegado avalia que a cédula original de R$ 100,00 é difícil de se encontrar no comércio e, por isso, a população não tem margem de comparação para identificar uma nota desse valor falsificada. “E também é muito raro apreender uma cédula falsificada de R$ 100,00”. Com o rapaz preso na noite de sábado, foram apreendidas seis notas falsificada desse valor.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 310 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal