Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/11/2005 - Jornal Pequeno Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatários aplicam golpe do ‘empréstimo fácil’ em Imperatriz


Pelo menos uma pessoa – uma comerciante que não quis revelar o nome – foi lesada em Imperatriz, vítima do “golpe do empréstimo fácil”. A vítima foi atraída por folhetos de propaganda, que anunciavam empréstimo sem exigência de avalista nem consulta ao Serviço de Proteção ao Credito (SPC) e Serasa. A propaganda garantia que o empréstimo seria concedido por uma instituição bancária – o Banco Potencial, de Belo Horizonte (Minas Gerais). Quando a comerciante ligou para o telefone mencionado no anúncio, uma “secretária” de nome Flávia disse que o empréstimo pretendido – R$ 8 mil – seria aprovado sem burocracia em no máximo 48 horas, bastando para isso que ela depositasse R$ 560 na conta de um “corretor” do banco, cujo número lhe foi indicado. Acreditando na promessa, mesmo sem ter jamais visto nem a fisionomia dos “banqueiros” nem as instalações do tal banco, a comerciante fez o depósito que lhe foi pedido. Passadas bem mais do que as 48 horas estabelecidas para o recebimento do empréstimo, ela voltou a ligar para a “secretária” Flávia e percebeu que havia sido vítima de um golpe, pois a ligação “caía” assim que a atendente identificava sua voz. “Eu vendi boa parte do que tinha para fazer esse depósito de R$ 560”, disse a comerciante, revoltada. De acordo com o delegado da Polícia Federal em Imperatriz, Antonio Miguel Pereira Júnior, este é um golpe muito comum nos grandes centros urbanos, como Rio de Janeiro e São Paulo, e de tempos em tempos surge em Imperatriz. Para ele, é muito difícil apanhar os golpistas, pois todo o contato com a vítima é feito por telefone. Ele aconselha as pessoas a desconfiarem sempre de qualquer instituição que ofereça dinheiro fácil, sem burocracia. O Banco Potencial, de Belo Horizonte, cujo nome foi utilizado para enganar a comerciante de Imperatriz, realmente existe. No entanto, a instituição esclareceu, por meio de seu gerente de área Ricardo Nassif, que o banco não trabalha com empréstimos a pessoas físicas e que o nome da instituição está sendo usado em vários estados por uma quadrilha de golpistas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1280 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal