Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/05/2008 - O Tempo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF prende gerente da Caixa e conclui a operação Pasárgada

Por: Mariana Lara


Considerado pela Polícia Federal (PF) uma peça-chave na fraude de desvio de mais de R$ 200 milhões do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) - descoberta durante a operação Pasárgada, da PF -, o gerente da Caixa Econômica Federal (CEF), Francisco Sampaio Araújo, foi preso novamente, ontem, em cumprimento a mandado expedido pela 12ª Vara Federal de Belo Horizonte.

Com a prisão, a polícia concluiu o inquérito da operação Pasárgada e entra, agora, em fase de análise final de provas. A maioria dos mais de 50 acusados deve ser indiciada.

Prisão. Francisco Araújo foi o único acusado a receber ordem de prisão preventiva dentro da operação Pasárgada, deflagrada no dia 9 de abril e que culminou com a prisão de 17 prefeitos, o sócio do Grupo SIM, Sinval Andrade; o juiz federal Weliton Militão; o lobista Paulo de Sá - o Paulinho da Status -; além de advogados e servidores municipais.

Araújo está preso na penitenciária de segurança máxima Nelson Hungria, em Contagem. Além da prisão, foram cumpridos ontem dois mandados de busca e apreensão na casa de Francisco Araújo e de um amigo do gerente da Caixa, em Contagem. Foram apreendidos documentos e materiais de informática.

Quando a operação foi deflagrada, em abril, Araújo foi preso, encaminhado a Brasília para prestar depoimentos e solto por meio de habeas corpus. Ele foi novamente preso sob a acusação de ter coagido uma testemunha e por ser suspeito de alteração de provas.

Influência. O gerente da Caixa estaria conseguindo atrapalhar a investigação da Polícia Federal usando sua influência com outras testemunhas. Antes da análise, a documentação apreendida ontem passará por uma perícia para averiguação de possíveis adulterações.
Francisco Araújo foi preso em sua casa, no início da manhã. No entanto, chegou à sede da PF, no bairro Santo Antônio, às 13h e não quis falar com a imprensa. A demora ocorreu devido a buscas feitas em sua residência, segundo a PF. Ele não prestou depoimento, alegando que se pronunciará apenas perante um juiz.

Araújo permaneceu na sede da PF por uma hora e meia e foi levado, em seguida, algemado, para a penitenciária. O advogado do gerente, Fabiano Florio, preferiu não se pronunciar e também não informou quando fará o pedido de habeas corpus do seu cliente.


Araújo seria o elo entre os juízes e a quadrilha

Afastado da Caixa, Francisco Araújo tem 52 anos e é considerado pela Polícia Federal (PF) o elo entre a quadrilha e os servidores federais. Ele trabalhava como gerente da agência da Caixa no edifício da Justiça Federal de Belo Horizonte, onde tinha fácil acesso a juízes e demais servidores.

De acordo com a PF, era o gerente quem discutia honorários com advogados envolvidos no esquema de fraude e orientava a movimentação financeiras dos pagamentos, na maioria das vezes, feitos em dinheiro.

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região instaurou ação penal contra Francisco Araújo por lavagem de dinheiro e crimes de corrupção, nos quais a condenação prevê prisão de até 10 anos.

Ele também responderá pelos crimes de tráfico de influência, exercício de advocacia administrativa, formação de quadrilha e compra de sentenças judiciais. Na Justiça Federal, ele deve responder por 10 crimes cometidos na fraude.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1155 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal