Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/05/2008 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Menos da metade das empresas privadas do mundo se previnem contra fraudes, diz pesquisa


RIO - Pesquisa feita pela consultoria Grand Thornton International revela que menos da metade das empresas privadas de capital fechado no mundo tem em seu staff especialistas em detectar e prevenir fraudes. No Brasil, o índice, um dos menores da América Latina e abaixo da média mundial, mostra que apenas 38% das empresas estão preocupadas em evitar operações fraudulentas.

Por regiões, os países da América do Norte são os mais bem colocados, com 58% das empresas incluindo esse tipo de especialista. Por sua vez, na Ásia, apenas 26% contam que esse profissional, menor taxa apontada pela pesquisa.

"Globalmente, fraudes em negócios custam bilhões de dólares anualmente. É importante para as empresas privadas adotarem medidas para se protegerem. Se os especialistas são funcionários ou não, os processos devem ocorrer 'in loco' para garantir que atividades potencialmente fraudulentas sejam detectadas ainda no estágio inicial", disse Ken Sharp, chefe da área de Serviços de Seguros da Grand Thornton International em seu relatório.

Para a consultoria, com a desaceleração mundial da economia e a ameaça dos empregos, a tentação para cometer fraudes aumenta. Nas empresas que empregam pessoas para detectar e prevenir fraudes, o número de envolvidos em atividades antifraudes aumentaram 12% mundialmente.

Em relação ao ano anterior, o Brasil registou alta de apenas 3% nas fraudes. Na América Latina, o avanço da preocupação foi de 4%. Na Rússia, onde 63% das empresas se blindam, a alta foi de 12%. Na índia, a maior segurança subiu 25%. México e Argentina cresceram 10% e 7%, respectivamente.

Filipinas não tem apenas a maior percentagem de empresas empregando especialistas nesse ramo (72%), como também o maior avanço no número de especialistas (60%).

- Os empresários filipinos estão a par da necessidade de instalar um sistema interno para combater fraudes, ,talvez por causa do crescente número de notícias de corrupção pública - disse Juancho Robles, parceiro de Gerenciamento de Risco da Grant Thornton Firm nas Filipinas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 177 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal