Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/05/2008 - Jornal da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PC encontra cheques e objetos com casal de estelionatários

Por: Hedi Lamar Marques


Casal acusado de praticar crimes de estelionato é alvo de investigação por parte da Polícia Civil, através da Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) do bairro Boa Vista. Agentes cumpriram mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça, apreendendo grande quantidade de cheques devolvidos e alguns objetos adquiridos e não-pagos. Pelo menos quatro vítimas já foram identificadas.

O delegado Luiz Antônio Blanco instaurou inquérito há quase um mês, depois que várias vítimas procuraram a Aisp, relatando os golpes. Segundo ele, Mardem Pires Gonçalves e Elizabeth dos Santos, que já respondem a outro inquérito policial por estelionato, emitiam cheques, que eram sempre devolvidos por falta de fundos, divergência de assinatura ou mesmo pelo fato da conta ter sido encerrada. Os produtos preferidos eram móveis, roupas e jóias, que são revendidos, de acordo com as investigações.

A pedido de Blanco, o juiz Habib Felippe Jabour determinou a busca e apreensão, em apartamento do casal situado na rua Jorge Zaidan, Jardim Santa Inês. No local foram apreendidos dois conjuntos boxe de casal e outro de solteiro, dois travesseiros, duas banquetas, além de algumas peças de roupas, relógios de pulso, bijuterias e grande quantidade de folhas de cheques, todas preenchidas e devolvidas pelos bancos. A PC também descobriu que o casal registrou pelo menos três boletins de ocorrência, alegando que teve cheques furtados ou roubados, com o objetivo de conseguir sustá-los nos bancos.

A polícia constatou que alguns objetos haviam sido revendidos para uma loja de móveis usados, onde foram encontrados um jogo de sofá e uma mesa com quatro cadeiras. Todos foram restituídos aos proprietários. A revenda, segundo Blanco, confirma a má-fé dos investigados. Muitos outros objetos, inclusive as jóias, não foram localizados.

O delegado explicou ainda que já constatou a existência de vários empréstimos realizados pelo casal em diferentes instituições financeiras. Juntando os valores, a dívida chega a mais de R$ 200 mil. Questionado pelo policial, Mardem tentou jogar a culpa nas próprias vítimas, respondendo que "a culpa é das lojas, que facilitam muito as compras, oferecendo crédito fácil".

Um vendedor chegou a chorar para o delegado, pois vendeu quase R$ 6 mil para o casal, em utensílios domésticos e móveis, e como não conseguiu receber, a empresa está descontando o prejuízo de seu salário.

Blanco disse que as investigações continuam e vai tentar identificar outras vítimas através dos cheques apreendidos. Por enquanto o casal permanece em liberdade.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 501 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal