Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.


Acompanhe nosso Twitter

20/05/2008 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Disque-Denúncia faz levantamento de crimes que podem estar ligados à morte de delegado

Por: Ana Cláudia Costa


RIO - O Disque-Denúncia já recebeu 17 ligações anônimas que apontam a motivação e até nomes de possíveis assassinos do delegado Alcides Iantorno , morto na manhã de domingo com um tiro na nuca. Segundo o coordenador do Disque-Denúncia, Zeca Borges, três dessas informações são ricas em detalhes. Por conta disso, o órgão está fazendo um levantamento de mais de 80 ligações feitas há um ano, de outros crimes que podem estar relacionados com a morte do delegado. Borges afirmou que as informações já foram repassadas à Delegacia de Homicídios.

Nesta segunda-feira, dois Palios com a mesma placa - LBW 1455, do município de Cabo Frio - do carro usado pelo assassino do delegado Alcides Iantorno foram apreendidos nesta segunda-feira pela polícia, de acordo com reportagem publicada no jornal "O Globo". O veículo com a placa clonada foi encontrado em Cabo Frio na casa de um despachante, ex-policial militar, expulso da corporação em 1982, que tem 21 anotações criminais, a maioria por estelionato. Ele prestou depoimento na Delegacia de Homicídios (DH).

Entre as cerca de mil pessoas que foram ao sepultamento do delegado ontem, no Jardim da Saudade de Sulacap, o clima era de indignação. Um dos filhos da vítima, o policial da Delegacia Anti-Seqüestro Alcides Iantorno Filho, prometeu trabalhar para prender o assassino do pai:

- Entrei na polícia por causa do meu pai e vou ficar por causa dele. Trabalhamos juntos em três delegacias, prendemos muitos traficantes, mas infelizmente o pegaram. Vou ajudar na investigação porque quero esse cara ou esses caras presos.

Além do despachante, depuseram o filho, o irmão e a secretária dele. Foram apreendidos vários documentos e um computador no escritório do ex-policial. O titular da DH, delegado Roberto Cardoso, acredita que o carro com placa clonada tenha sido usado no crime, mas que a participação do despachante se resuma à clonagem.

Um dos veículos pertence à dona de uma pousada na Região dos Lagos, que já prestou depoimento. Ela comprou o Palio, financiado, em 2005. Quando terminou de pagar, há três meses, procurou o ex-PM e lhe entregou os documentos do carro, para que fizesse a transferência, que ainda não foi concluída pelo despachante.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 238 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal