Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.


Acompanhe nosso Twitter

19/05/2008 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Pagamentos 'sem contao' via celular oferecem grande risco de fraude no futuro, diz especialista da McAfee


LONDRES - Pagamentos sem contato feitos por telefones celulares representam a grande ameaça do futuro para a segurança financeira dos consumidores, relatam especialistas. De acordo com um estudo recente da Juniper Research, cerca de 52 milhões de consumidores deverão adotar novas tecnologias para efetuar o pagamento de bens e serviços até 2011. A expectativa é que o valor destas transações chegue a 5,9 bilhões de libras nos próximos três anos, à medida que os telefones celulares se tornam uma alternativa cada vez mais viável aos cartões de crédito e débito. Mas o analista de segurança da McAfee, Greg Day, acredita que o avanço da tecnologia possibilitará oportunidade também para os fraudadores de dados.

"Em breve, você poderá fazer tudo com o seu telefone celular - do pagamento de uma vaga de estacionamento via SMS (mensagem de texto) e acompanhar a sua movimentação bancária a usá-la como bilhete eletrônico no sistema de transporte londrino (Oyster Card)", disse o analista.

"Isso me deixa bastante nervoso. Para este universo de pequenos pagamentos que os criminosos de dados eletrônicos se voltarão: se eles arrancarem 5 libras de todo mundo, em vez de tirar grandes somas de poucos, eles ainda conseguirão fazer uma fortuna. Pouco a pouco, em vez de um grande golpe, será o mantra destes criminosos", acrescenta Greg Day.

Sistemas de pagamento eletrônico como o do Oyster travel card já se tornaram populares por que reduzem a necessidade de os usuários carregarem dinheiro trocado em espécie na carteira.

Os bancos britânicos estão começando a atualizar seus cartões de crédito e débito, com uma tecnologia que permite aos consumidores pagarem por transações de 10 libras ou menos em lojas de varejo e máquinas de vendas simplesmente passando os cartões sobre a leitora.

Mas o analista da McAffe acredita que os pagamentos feitos por telefone móvel - muitos dos quais usarão a tecnologia de curto alcance denominada "near field communication" (comunicação por campo de curta distância, ou NFC, na sigla em inglês) para transmitir dados do celular do cliente para o leitor de cartão do estabelecimento - vai evoluir para revolucionar o modo como as pessoas fazem transações de débito diárias.

Apesar disso, a maioria dos aparelhos celulares não apresentam programas de segurança. Ao menos 79% dos consumidores estão conscientemente usando aparelhos celulares não protegidos, enquanto 15% não estão certos de seus níveis de segurança, de acordo com uma recente pesquisa com dois mil usuários na Grã-Bretanha, nos Estados Unidos e no Japão.

A pesquisa, conduzida pelo Datamonitor e McAfee, e divulgada no Móbile World Congress em Barcelona em fevereiro, também mostrou que 86% dos usuários estão preocupados sobre riscos de segurança aos aparelhos de celular, como contas fraudulentas, desvio ou roubo de dados.

"O universo dos celulares é a grande oportunidade para os fraudadores no futuro, principalmente porque as pessoas ainda enxergam o telefone como um acessório de comunicação, mais do que algo que precisam manter seguro", acrescentou.

O Royal Bank of Scotland planeja testar um modelo de pagamento via telefone celular este ano, após a implantação de um piloto em sua sede em Edimburgo em novembro.

E a britânica Orane é uma da s12 operadoras de telefonia celular no mundo que atualmente testa serviços de pagamentos diretos, como um modelo precursor para um lançamento comercial.

Os testes - na Austrália, França, Irlanda, Coréia do Sul, Malásia, Noruega, Filipinas, Cingapura, Taiwan, Turquia e os Estados Unidos - integram a iniciativa da "pay-buy-mobile"da Associação GSM, planejada para unificar a abordagem dos pagamentos diretos via celular. A associação representa 700 operadores de celulares em 220 países.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 196 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal