Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/05/2008 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista dá prejuízo na classe alta


A polícia tenta localizar o golpista Perivan Araújo, de 38 anos, que usava o apelido de Ivan, acusado de utilizar cheques emprestados por suas vítimas sem pagá-los. Ele conseguiu causar prejuízo a várias pessoas da classe alta da Capital. Por suposta vergonha daqueles enganados, até agora só existe um registro de queixa na Delegacia do Complexo do Verdão contra ele. O acusado teria fugido para São Paulo há algumas semanas, em avião comercial, deixando um rastro de prejuízo.

Conforme a vítima, o golpista fazia compras de móveis de grife, roupas e principalmente freqüentava os mais caros salões de beleza. Ele usava a lábia e conseguia emprestar folhas de cheques de suas vítimas. Um empresário emprestou seis folhas e terá que pagar uma conta de R$ 12 mil a uma factoring.

O golpista comprou vários sapatos em nome de uma emissora de TV da Capital, para quem ele trabalharia como maquiador, além de roupas em várias butiques com cheques do empresário. A lista de compras incluiria compras de móveis que seriam entregues em São Paulo.

“Ainda não sabemos a extensão do prejuízo porque só temos uma queixa registrada. Provavelmente, poucas pessoas vão procurar a polícia com o receio de se expor”, explicou um policial da Delegacia do Verdão.

Para conseguir aplicar o golpe, o falsário alegou à vítima que a levaria no Show do Tom, programa da Rede Record comandando pelo comediante Tom Cavalcante, em São Paulo. O empresário chegou a se deslocar até o estado, mas veio a descobrir que se tratava de um golpe. Só, então, se lembrou dos cheques.

Para demonstrar ser uma pessoa influente, o falsário chegou a conversar com a dançarina Sheilla Mello quando ela esteve aqui, mas tudo não passava de simulação para impressionar outras pessoas para futuros golpes. Quem viu ficou impressionado com o golpista e acabou emprestando mais cheques ou dinheiro.

Policiais plantonistas disseram que dificilmente o falsário retorna a Cuiabá, pois corre o risco de ser preso e não conseguiria fazer novas vítimas, tendo em vista que as pessoas de classe alta já saberiam do golpe.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 220 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal