Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

12/08/2006 - Folha de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

A "quadrilha" e o Alvorada

Por: Clóvis Rossi


SÃO PAULO - Como diria Luiz Inácio Lula da Silva, "nunca neste país" a palavra "quadrilha", associada a companheiros de partido e de governo do presidente da República, havia sido usada em palácios oficiais. Sinal dos tempos, essa associação, no simbólico Palácio da Alvorada, apareceu anteontem pela voz de William Bonner e, incrível, não provocou uma reação indignada do presidente. Ao contrário, Lula ficou o tempo todo na defensiva, de cara fechada, com trejeitos que, em alguns poucos segundos, reproduziam os do discurso em que pediu desculpas ao país. O problema é que ele não tem defesa possível, porque não pode dizer que seus companheiros de partido e de governo são inocentes. Nunca o faz, aliás. Limita-se a duas canhestras tentativas de tirar o corpo fora: 1 - Entrega os companheiros, sempre que apertado. Anteontem, repetiu a manobra, com uma agravante: misturou até Antonio Palocci no saco geral da "quadrilha", quando Palocci é acusado de outro crime (quebra de sigilo). 2 - Repete, com outra formulação, mas o mesmo sentido, a tese daquela famosa entrevista de Paris, em que afirmou que o PT só faz o que todos os outros fazem "sistematicamente". É o mesmo que dizer: o PT é, sim, uma "quadrilha", mas há outras "quadrilhas" por aí. Tem mais: "quadrilhas" que ele diz agirem desde pelo menos 1985, ou seja, desde o governo de seu agora grande aliado José Sarney. Posto de outra forma, é a confissão, ainda que tardia, de que o partido e o dirigente que enchiam a boca para se dizerem monopolistas da ética e da moralidade pública não passam de uma baita fraude. É só comparar a entrevista de quinta com a que Lula deu aos mesmos Bonner e Fátima Bernardes no dia seguinte à vitória de 2002. A comparação equivale a cenas explícitas de estelionato eleitoral.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 452 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal