Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/05/2008 - Fisco Soft Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

São Carlos/SP: Estelionatários tentam aplicar golpes em servidores aposentados


O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) alerta os servidores públicos aposentados sobre ação de estelionatários no interior de São Paulo. Chegou ao conhecimento do Instituto uma denúncia segundo a qual uma servidora inativa de São Carlos (SP) recebeu telefonema de uma pessoa que dizia pertencer ao Conselho de Previdência Social. Nessa ligação, a pessoa pediu à servidora aposentada que retornasse o telefonema dali a 30 minutos e falasse com outra pessoa, para tratar do recebimento de valores atrasados de sua aposentadoria. A servidora suspeitou que fosse um golpe e ligou para o setor de RH do INSS em busca de orientação. Ao retornar a ligação, no entanto, o INSS não obteve sucesso no contato.

Ações semelhantes ocorreram dois meses atrás em Marília (SP) e Bragança Paulista (SP). Nessas duas cidades, porém, as ligações eram de supostos advogados que diziam pertencer a uma associação, cuja sede estaria localizada no Rio de Janeiro (RJ). Os golpistas pediam que o aposentado depositasse 10% da quantia que teria a receber para que o servidor não tivesse a necessidade de viajar até o Rio. Em Marília, uma servidora aposentada acreditou na ligação, depositou os valores solicitados e só depois percebeu que se tratava de uma fraude.

O golpe é parecido com uma ação praticada há alguns anos, conhecida como caso Coronel França. As principais características dessa ação eram as ligações feitas de telefones celulares pré-pagos e pedidos de depósitos em contas bancárias de laranjas. Além disso, em muitos casos, os estelionatários diziam pertencer ao Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) e exigiam um prazo exíguo do depósito para que o valor fosse liberado. Eles diziam às vítimas que, se o pagamento não fosse feito com urgência, o segurado perderia a chance de receber a quantia à qual tinha direito.

Orientações - A Previdência Social orienta os servidores que receberem esse tipo de ligação a verificar se têm direito a algum valor atrasado de suas aposentadorias. Em caso de dúvida, o servidor deve entrar em contato com o órgão responsável pelo pagamento de seu benefício. Em nenhuma hipótese, o servidor deve depositar valores em contas bancárias indicadas nesses telefonemas. (ACS/SP)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 232 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal