Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/05/2008 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Advogado diz que não aplicou golpe


O advogado Antônio Carlos Mendonça de Alencar, presidente da Associação dos Usuários da Telefonia Fixa e Celular (Assutel), compareceu, ontem, à Redação do Diário do Nordeste, e negou ter aplicado um golpe na venda de chips para celulares. Conforme investigações do Departamento de Inteligência Policial (DIP) e da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), Mendonça teria lesado dezenas de consumidores, vendendo chips para celulares que acabaram sendo bloqueados pela operadora Tim.

Mendonça explica que não aplicou golpe algum. Informou que a Assutel firmou contrato com a operadora para a cessão de chips que seriam destinados, exclusivamente, aos associados da entidade.

O contrato, segundo ele, reza que cada associado pagaria R$ 70,00 pelo chips e teria direito a fazer ligações locais (para o DDD 85) ´dentro de uma faixa praticamente ilimitada, com cerca de 200 minutos por mês para chamadas apenas locais. “Ocorre que alguns associados esqueceram-se da palavrinha ‘praticamente’ e passaram a usar o chip como se a quantidade de minutos fosse totalmente ilimitada. A empresa telefônica bloqueou alguns desses chips justamente pelo excesso que se apresentava gritante, bem como, por ligações interurbanas também excessivas e demais serviços”, afirma o advogado.

Contas

Em seguida, Mendonça disse que está sendo acusado de aplicar golpe por um dos associados que se excedeu no uso do chip. “Ele agora não quer pagar a conta e está me acusando de golpe. Qual golpe apliquei, se agora a associação terá que quitar o débito com a operadora, que está perto de R$ 20 mil. Fiquei no prejuízo e terei que até vender meu carro para saldar a dívida. Como posso ter praticado estelionato se não obtive nenhuma vantagem ilícita?´, indaga.

O advogado negou ainda está foragido da Polícia. “Todos os dias estou no meu escritório. Posso ser encontrado a qualquer hora e, até agora, não recebi nenhuma notificação. Hoje mesmo estive na Polícia, mas não consegui falar com nenhum delegado.” Ele explica que tomará medidas legais contra quem o acusou de golpe.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 324 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal