Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/05/2008 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia apura golpe na venda de chips


Equipes do Departamento de Inteligência Policial (DIP), da Polícia Civil, estão à procura de um homem identificado como Antônio Carlos Mendonça de Alencar, acusado de aplicar um golpe no setor de telefonia celular em Fortaleza. Segundo a Polícia, Carlos se apresenta como presidente de uma entidade batizada de Associação dos Usuários de Telefonia Fixa e Celular (Assuntel), situada na Parangaba.

Há pouco mais de um mês, Antônio Carlos Mendonça, com a ajuda do filho, Emanuel Alencar, vendeu centenas de chips de celulares da operadora TIM para comerciantes da área da Parangaba pelo valor de R$ 150,00 cada um, com a promessa de ligações ilimitadas para celulares de quaisquer operadoras ao preço de R$ 80,00 por mês. Agora, a Polícia descobriu, através de queixas das vítimas, que todos os chips estão inúteis para ligações.

Os comerciantes Valdez Alves, Enderson Lima e Renilson Silva são algumas das vítimas da Assuntel. O primeiro adquiriu 34 chips e já teve um prejuízo de quase R$ 6 mil, enquanto os outros dois, que são sócios, foram lesados em R$ 3 mil. Eles representam outras 200 pessoas vítimas da suposta associação. A entidade teria informado que o plano da operadora TIM teria duração de, pelo menos, 12 meses.

´Procuramos a operadora, mas a TIM negou a existência de qualquer plano de ligações ilimitadas por R$ 80,00/mês, além de desconhecer a existência da Assuntel. Daí, resolvemos procurar a Polícia´, disse um dos comerciantes vítimas do golpe. O caso está sendo investigado por policiais do DIP, que tem como titular o delegado Francisco Alves de Paula. Eles contarão com o apoio de policiais da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), à frente o delegado Andrade Júnior.

Atraídas

O delegado Alves afirma não tem dúvidas que está caracterizado um grande golpe envolvendo o comércio de chips de celulares na Capital. Ele reconheceu que pessoas são facilmente atraídas por promessas de vantagens em diversos ramos de negócios e acabam sendo ludibriadas. O delegado pretende ouvir os representantes da Assuntel a fim de esclarecer o caso.

Um inquérito já foi instaurado e a Polícia agora pretende ouvir o maior número de vítimas do golpe. Chips recolhidos pela Polícia serão encaminhados ao Instituto de Criminalística (IC) para que seja realizada perícia técnica.

O homem acusado de ter comandado a fraude não foi ainda localizado. Ele deverá responder por estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 273 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal