Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/05/2008 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Duas advogadas são presas em Vitória por venda de alvarás e transferência ilegal de presos

Por: Letícia Cardoso


Investigações do Grupo Especial de Trabalho em Execução Penal do Ministério Público do Espírito Santo levaram à prisão das advogadas Ana Carla Conceição dos Santos Reis e Renata Monteiro Tosta, consideradas defensoras dos maiores traficantes do Espírito Santo, inclusive de criminosos do Comando Vermelho, Rio de Janeiro, presos em penitenciárias da Grande Vitória.

Elas são denunciadas pela venda de alvarás falsos e transferências ilegais pelo Ministério Público. O diretor da Casa de Passagem de Vila Velha, Amilton Martins, sargento da reserva da Polícia Militar também foi preso. Uma funcionária do escritório das advogadas, que funciona no Centro de Vitória, Simone Egídio, foi detida.

O esquema, de acordo com o MP, funcionava da seguinte forma: as advogadas conseguiam falsas transferências de traficantes para presídios menores ou do interior do Estado. Além desse crime há também o de venda de alvarás falsificados. A advogada Ana Carla, ainda de acordo com Ministério Público, já havia sido detida pelo mesmo motivo, de venda de alvará para o traficante Vaguinho Pantanal.

Vários mandados de busca e apreensão de documentos são cumpridos na Grande Vitória. A prisão preventiva foi decretada pela 1ª Vara Criminal de Vila Velha. As duas advogadas estão detidas no quartel do Corpo de Bombeiros em Vitória e serão acompanhadas pela comissão de prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) seccional Espírito Santo.

Segundo o advogado Homero Mafra, coordenador da comissão, todo o trabalho do MPES foi pautado legalmente, tendo os direitos das advogadas respeitados."É triste para a Ordem acompanhar mais uma prisão da Ana Carla. Mas não faremos pré-julgamento. Enquanto a Justiça não der o caso por transitado e julgado", disse ele nesta manhã.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1247 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal