Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/08/2006 - EPTV.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Advogada de banco ajudava grupo a clonar cartões


SÃO PAULO - A polícia prendeu uma quadrilha que agia pela internet em um luxuoso apartamento da zona norte da capital paulista. As vítimas dos criminosos eram clientes de cinco diferentes bancos. Pelo menos 1.600 pessoas foram lesadas. Entre os 10 bandidos detidos está uma advogada de um dos bancos, que teria ajudado o bando arrecadar R$ 14 milhões com o golpe só da instituição onde ela trabalhava.

A quadrilha clonava cartões de banco e também fabricava e vendia "chupa-cabras", equipamento colocado em caixas eletrônicos para pegar informações de cartões bancários. As investigações da polícia sobre o bando duraram dois meses. A polícia ainda não tem o valor exato do dinheiro desviado pela quadrilha.

Há 20 dias o bando havia comprado um apartamento duplex na Rua Ramal dos Menezes, no Mandaqui, zona norte, onde montou uma base para cometer os crimes. Em uma das salas, a quadrilha confeccionava telas sensíveis ao toque, para que elas ficassem iguais aos monitores dos caixas eletrônicos.

O equipamento era instalado clandestinamente em terminais eletrônicos de agências bancárias, provavelmente de madrugada, e gravava as senhas dos clientes. As informações eram enviadas ao bando via internet, por um sistema de comunicação sem fio (wireless). Além disso, os estelionatários também gravavam senhas com câmeras muito pequenas, instaladas perto dos caixas eletrônicos.

Para adquirir as informações do cartão bancário, contidas na tarja magnética, os golpistas usavam um "chupa-cabra". O chupa-cabra era o principal produto fabricado pelo grupo, de forma artesanal. No apartamento, a polícia apreendeu diversos equipamentos deste tipo, ainda em fase de montagem, além de 200 cartões clonados e outros 500 ainda sem informações gravadas.

Foram presos Valdecir dos Reis, de 29 anos; Elias Antônio da Silva Ferreira, de 38, que já possuía passagem por furto; Edson Rodrigues Ferreira da Silva, de 24; Fábio dos Santos Menezes, de 25; Ronaldo Pereira, de 26; a advogada Ivania Fernandes Dantas, de 32, e o soldado do Exército Raphael de Abreu, de 27, que já havia sido preso por receptação de mercadorias roubadas. As prisões foram realizadas pela 5ª Delegacia de Roubo a Bancos, do Departamento de Investigações Sobre o Crime Organizado (Deic). A polícia deve indiciar os suspeitos por formação de quadrilha e estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 713 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal