Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/08/2006 - DCI Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Unibanco lançará seguro contra fraude no segmento financeiro

Por: Márcio Rodrigues


O Unibanco AIG pretende lançar em outubro deste ano uma modalidade de seguro para fraudes no sistema financeiro, inicialmente denominada BBB. A informação é do diretor de Financial Lines da instituição, João Carlos Botelho, que afirma se tratar de um produto inédito no Brasil, mas com ampla adesão em outras localidades do mundo, como Estados Unidos, Europa e, até mesmo, na América Latina. A novidade deverá atingir principalmente bancos, seguradoras, corretoras e financeiras.
O Unibanco, que já possui há mais de seis meses um seguro voltado para fraudes corporativas, tem uma boa expectativa em relação ao novo produto. “Em países como Argentina, Colômbia, Porto Rico e México, 65% das instituições financeiras de médio e grande porte já possuem este tipo de seguro. Acreditamos que no Brasil também haja uma boa receptividade”, avalia Botelho.
O executivo não revela números precisos sobre os valores que serão cobrados mediante a importância segurada, mas afirma que possivelmente serão superiores aos praticados para o seguro de fraudes corporativas, que varia entre 1% e 3,5% da importância segurada. “A modalidade é uma espécie de terceirização dos riscos com fraude”.
O ressegurador, assim como já ocorre na modalidade do seguro contra fraudes que a instituição possui, deverá ser a própria matriz, o AIG com sede nos Estados Unidos. “Por se tratar de um segmento pouco conhecido, a Instituto de Resseguros Brasileiros (IRB), não quis ressegurar toda a capacidade com que o Unibanco AIG pode trabalhar. No caso específico do seguro para fraudes corporativas, o Unibanco tem disponível um montante de US$ 35 milhões”, afirma o executivo do Unibanco AIG. Ainda segundo Botelho, as coberturas da nova modalidade para instituições financeiras devem ser semelhantes as existentes para fraudes corporativas, que englobam fraude por ato desonesto cometido por funcionários e ato fraudulento cometido por qualquer outra pessoa contra a instituição segurada.
Botelho não revela o atual número de clientes do seguro para fraudes corporativas, mas afirma que a Unibanco AIG espera que em cinco anos o produto represente 30% da área de Finantial Line, que corresponde a terceirização de riscos, da empresa. “É um segmento onde temos registrado incremento na carteira de clientes”, afirma o executivo.
Mesmo com o produto há pouco tempo no Brasil, Botelho afirma que já foi registrado um sinistro. Apesar de não revelar a empresa, ele diz que estudos iniciais da equipe do Unibanco AIG apontam para uma fraude de R$ 5 milhões em três anos. “Nesse caso, provavelmente todo o volume contratado pela empresa será utilizado para cobrir o prejuízo”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 474 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal