Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/05/2008 - MS Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude cresce 3 vezes mais que empresas


A quantidade de fraudes contra empresas cresceu mais do que o triplo do número de empreendimentos abertos no Brasil. Entre 2003 e 2007, os prejuízos com golpes passaram de R$ 58 milhões para R$ 136 milhões, um aumento de 133%. No mesmo período, o crescimento no número de empresas registradas ficou em apenas 43%, pulando de 6,5 milhões de firmas para 9,3 milhões. E são os micro e pequenos empreendedores que são os mais atingidos por esse tipo de problema, justamente por terem uma estrutura menor e mais vulnerável. O remédio é ficar sempre vigilante em relação a compradores e fornecedores de produtos e serviços.

Os dados são da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que tem intensificado os esforços para prevenir e reduzir a incidência de fraudes. Porém, os golpistas também estão modificando a forma de atuação para dificultar a detecção do crime.

O maior volume de fraudes ocorre no varejo. O tipo mais comum refere-se aos chamados golpes de compra. Nesse caso, o contraventor encomenda uma determinada quantidade de mercadoria, recebe os produtos mas simplesmente não paga o vendedor.

Outra forma de lesar o empresário se dá justamente no procedimento inverso. O vendedor “fantasma” oferece determinado produto a uma empresa, recebe o pagamento pela venda mas nunca entrega a mercadoria.

Golpe e inadimplência

É necessário avaliar que existe uma diferença básica entre o fraudador e o consumidor inadimplente. “O inadimplente compra o produto com o objetivo de pagar, mas por algum motivo, não consegue. O golpista, porém, já faz a compra com a intenção de não pagar”, disse o gerente geral da unidade de negócios de pessoa jurídica da ACSP, Jaison Vieira.

No caso da fraude de compra, os contraventores agem de forma muito profissional. Normalmente, eles chegam a abrir uma empresa fantasma para aplicar os golpes com mais requinte.

Para reduzir os prejuízos causados por esses golpistas, a Associação Comercial tem um departamento que cuida justamente de rastrear empresas mau intencionadas. Os clientes da ACSP fazem um pedido à entidade, que lança os dados no sistema e faz um cruzamento de informações. Assim, é possível identificar o histórico do comprador ou vendedor investigado.

Quando o fraudador é detectado, a associação mantém um aviso na internet para alertar quem fizer as consultas sobre os riscos de negociar com a empresa. “Descobrimos o golpe quando a atitude de compra ou venda não é condizente com a realidade. Uma empresa que passa a comprar muito da noite para o dia, ou que passa a comprar produtos de áreas muito diferentes de uma vez, pode ser suspeita de fraude”, alertou.

Por conta desse mecanismo, a Associação Comercial conseguiu evitar que empresas fossem lesadas em R$ 10,3 milhões em 2003. No ano passado, o volume já tinha subido para R$ 28,4 milhões, uma diferença de 175%. “Normalmente, se o mercado estiver favorável, o empresário tende a relaxar a segurança nas vendas. Aí, fica sujeito a enfrentar mais problemas”, disse Vieira. Para evitar dores de cabeça, o ideal é sempre redobrar os cuidados em relação às negociações.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 315 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal