Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/05/2008 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Identificados suspeitos de ameaçar família vítima de fraude


A polícia identificou neste sábado (3) os dois homens suspeitos de ameaçar uma família vítima da fraude no auxílio-educação da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), em Cachoeiras de Macacu, na Região das Baixadas Litorâneas.

Segundo a polícia, pessoas humildes com muitos filhos se tornavam sem saber, funcionários-fantasmas da Alerj. O casal e os nove filhos já estão num abrigo de proteção a testemunhas.

De acordo com a Delegacia de Homicídios, em depoimento, o catador de areia, cujo o nome foi preservado, contou que foi ameaçado por dois homens que estavam numa motocicleta.

A mulher do catador, que se tornou funcionária-fantasma da Alerj, chegou a receber algumas a quantia de R$ 200. A quadrilha ficava com o salário dela, de R$ 1.1 mil e mais R$ 4 mil, pelo auxílio-educação dos nove filhos. Por causa das ameaças, as crianças serão obrigadas a deixar a escola.

Investigação

Na sexta-feira (2), a polícia viajou cem quilômetros para checar a denúncia de que a vendedora, que mora em Cachoeiras de Macacu, na Região Sul Fluminense, foi ameaçada na noite de quinta-feira (1º) por dois homens.

O Ministério Público informou que já começou a ouvir os depoimentos sobre o esquema de fraudes no auxílio-educação.

Dois deputados já foram cassados

Desde o início de 2008, o Conselho de Ética da Alerj investiga a fraude no auxílio-educação. Dois deputados já foram cassados. Cinco parlamentares foram inocentados e outros sete estão sendo investigados.

“Agora está nas mãos do Ministério Público a prisão de todas essas pessoas e a denúncia contra o auxílio-fraude. Ainda mais agora, que as pessoas estão sendo ameaçadas, é perfeitamente possível e necessário a prisão preventiva de todo esse ‘bando’”, disse o deputado estadual Marcelo Freixo, do PSOL.

No dia 16 de abril, um homem foi preso dentro de uma agência bancária em Cabo Frio, na Região dos Lagos. De acordo com as investigações, com ele foram apreendidos vários cartões bancários que seriam de funcionários fantasmas da Alerj.

Na delegacia, o suspeito disse que tinha autorizações dos funcionários para usar os cartões bancários.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 224 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal