Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/04/2008 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatários atraem vítimas com grandes prazos de pagamento e parcelas muito baixas


RIO - A promessa era de um empréstimo de R$ 37 mil para pagar em 280 meses, sem burocracia. Toda a negociação foi feita por telefone, com pessoas que falavam de Minas Gerais e do Espírito Santo, conforme reportagem exibida no telejornal "RJTV" 1ª edição, da TV Globo. Com o marido muito doente e prestes a ser despejada por falta de pagamento do aluguel, a vítima caiu na tentação. Ela fez dezenas de depósitos no nome de várias pessoas que seriam representantes de financeiras. Esta era a exigência para a liberação do empréstimo.

Um cheque, provavelmente roubado, no valor de R$ 33 mil chegou a ser depositado na conta da vítima, mas o banco não fez a compensação. Foi quando ela resolveu chamar a polícia e gravar as conversas com os bandidos.

Confira trecho de uma gravação telefônica entre a vítima e o estelionatário:

- Você tem noção de quanto eu já depositei para você? - disse a vítima ao estelionatário, por telefone.

- Eu sei querida. Eu tenho certeza. Foram R$ 10 mil e pouco. retruca o bandido.

- Eu pedi um crédito de R$ 30 mil. Se você está me dizendo que já depositei R$ 10 mil e pouco, então eu não vou receber R$ 30 mil, eu vou receber R$20 mil, porque eu vou ter que pagar R$ 10 mil - ela responde.

No total, a vítima depositou R$ 25 mil nas contas dos estelionatários e agora está desesperada.

- Eu devo mais ou menos R$ 25 mil a um amigo, que me emprestou dinheiro para eu poder fazer essas coisas. Eu tenho empréstimo no INSS, na aposentadoria do meu marido. Então o que sobra de aposentadoria são R$ 1.200. Eu não estou conseguindo viver - revelou a vítima ao RJTV.

O golpe é antigo, mas continua acontecendo com muita freqüência. Só na delegacia especializada em investigar fraudes são registrados pelo menos 20 casos todo mês. Segundo a polícia, esse número só não é maior, porque boa parte das vítimas fica com vergonha de denunciar.

Um jornal traz, num único dia, 25 anúncios de supostas financeiras que oferecem crédito de R$ 5 mil a R$ 200 mil. Liberação imediata, sem consulta ao SPC. Em um empréstimo de R$ 10 mil, por exemplo, as prestações seriam de pouco mais de R$ 93.

Para a polícia, facilidades que podem significar prejuízo. Por isso, a orientação é nunca contratar empréstimo por telefone, sem a assinatura de um contrato e, principalmente, não fazer depósitos para desconhecidos.

- Não existe você ligar para alguém, esse alguém botar um dinheiro na sua conta sem que haja um contrato, uma senha, uma instituição financeira registrada no Banco Central. Não existe esse tipo de contrato - destaca Alexandre Estelita, comissário de Polícia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 322 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal